Palmeiras procura o Fluminense a fim de dar um fim na novela Scarpa

Depois de estar impedido de jogar pelo “Verdão” por 4 meses, finalmente Scarpa pode retornar na última semana – graças ao “habeas corpus” concedido pelo Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília.

Por
Compartilhe

Depois de conseguir um “habeas corpus” através da Justiça e retornar ao Palmeiras – com quem acertou contrato no início da temporada, Gustavo Scarpa poderá ter seu futuro definido nos próximos dias. A direção contente com o retorno do meia-atacante ao clube declarou no início desta semana que está conversando com a direção do Fluminense a fim de intermediar e encerrar uma disputa que está “ativa” na Justiça entre o jogador e o clube carioca.

Maurício Galiotte - presidente do Palmeiras.Maurício Galiotte - presidente do Palmeiras.

Em entrevista ao site “globoesporte.com”, o presidente do Palmeiras – Maurício Galiotte declarou que entrou em conta com o presidente do Fluminense a fim de colocar um ponto final, nessa disputa judicial entre clube e atleta.

“Eu entrei em contato com o presidente do Fluminense, nos colocando a disposição para ajudarmos nesse imbróglio, a fim de encerrar de vez qualquer tipo de discussão que ainda possa existir entre Fluminense, Justiça e Scarpa. Obviamente que temos interesse em ver essa questão resolvida o quanto antes, para que assim o jogador possa trabalhar tranquilamente e todos possam seguir seus caminhos com a mesma tranquilidade”, declarou o mandatário palmeirense.

Caso Gustavo Scarpa:

Contratado no início da temporada, o atleta assinou com o clube paulista um contrato por cinco temporadas. Mas em março – até o último mês, Scarpa esteve impedido de trabalhar no Palmeiras devido a um impedimento conseguido pelo Fluminense na 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, que reativou o contrato do jogador com o clube carioca. Gustavo Scarpa pede rescisão de contrato, devido ele, por atrasos em seus vencimentos com o Fluminense.

Depois de estar impedido de jogar pelo “Verdão” por 4 meses, finalmente o jogador pode retornar na última semana – graças ao “habeas corpus” mencionado no início desta matéria – concedido pelo Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília. Vale salientar que a decisão em Brasília cabe recurso ao Fluminense; assim sendo, esse problema ainda não foi resolvido, a não ser que o clube carioca e o clube paulista consigam chegar a um acordo financeiro.

Comentários