Com atacante Hulk livre no mercado e dando preferência para Porto e Palmeiras, esse último mantém cautela quanto ao assunto, prometendo não cometer "loucuras" para contratá-lo.

Em contato diário com o representante do jogador, a direção do Palmeiras é conhecedora das operações financeiras que seria obrigada a realizar para avançar no negócio, mas com os valores acima da média, os brasileiros decidiram pregar cautela.

Sem arriscar a saúde financeira do clube

Além das quantias envolvidas na chegada do atacante ao clube, a direção palmeirense não quer arriscar a saúde financeira do mesmo; ainda num momento de crise vivido nos últimos tempos por conta da pandemia.

Se não bastasse o fator financeiro, o Palmeiras também está de olho no fim do mandato de Maurício Galiotte, que encerra em dezembro de 2021. A atual administração do "Verdão" não tem pressa alguma em fechar com o atacante aqui em destaque, principalmente no que diz respeito a um contrato de longa duração, com valores altos, para deixar para a próxima gestão arcar com a maior parte.

Prioridade na temporada

Com o Palmeiras envolvido ainda em três competições na temporada 2020, a direção não quer neste momento pensar em reforços para 2021, até porque o ano não finalizou e o Palmeiras segue vivo em todos os torneios que está competindo neste segundo turno. Lembrando que mesmo que chegue a um acerto com o jogador, Hulk só poderá estrear pelo time em fevereiro, no início da nova temporada.

Interesse de outros clubes no atacante

A direção do Palmeiras é sabedora do interesse de outros times em Hulk, principalmente de equipes da Europa e do Oriente Médio; sendo esse outro motivo para o clube pregar cautela, visto que não pretende entrar em uma espécie de "leilão" pelo jogador.