Vice-presidente do Barcelona comenta sobre Neymar: "Hoje, está descartado"

Segundo declarações do vice-presidente do clube, não há negociações com Neymar, e um retorno do brasileiro para a Espanha está, neste momento, descartado.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

Segundo os principais membros da diretoria do Barcelona, não existe, neste momento, negociações por um possível retorno de Neymar ao clube.  O vice-presidente do clube blaugrana, Jordi Cardoner, declarou que não há um "caso Neymar", e negou que o clube tenha intenção de contratar o jogador neste momento, em entrevista à emissora de TV catalã TV3.

Cardoner afirmou que "no dia de hoje não há caso Neymar, como já disse o presidente [Josep Maria Bartomeu], e é complicado". "Não temos de falar com ele, temos de respeitar os jogadores e seus clubes. Não há caso Neymar e, se um dia houver, nós falaremos sobre isso", finalizou.

s jornalistas perguntaram se ele descartava o retorno do craque brasileiro ao Camp Nou nesta janela de transferências, que vai até 31 de agosto e Cardoner foi enfático: "Hoje, está descartado. Nós temos todas as armas para enfrentar a LaLiga e a Champions League com grandes chances".

Neymar vem tendo o seu nome divulgado em uma iminente saída do PSG nesta janela de transferências, sendo especulado inclusive, por alguns meios de imprensa brasileiros, no Flamengo. Entretanto, todos os meios de imprensa internacionais reconhecem que ainda não houve grandes movimentações oficiais, com propostas ou sondagens. Todos os clubes  interessados em Neymar estão acompanhando com muita atenção a situação de insatisfação no clube francês. 

Neymar vive momento de indefinição no PSG. (Foto:Goal)Neymar vive momento de indefinição no PSG. (Foto:Goal)

 

Mesmo que a situação de Neymar no PSG esteja indefinida, a diretoria do clube francês afirma que quer continuar com Neymar na próxima temporada, e de que não há propostas pelo brasileiro.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal