Neymar Jr., seu pai e empresas ligadas ao craque, são multadas em R$ 3,8 milhões

Neymar Jr. , seu pai e mais três empresas ligadas ao craque do PSG são multadas em R$ 3,8 milhões.

Por
Compartilhe

O Tribunal Regional Federal da 3ª Regional de São Paulo, multou Neymar Jr., seu pai e três empresas que geram a carreira do camisa 10 do Paris Saint-Germain em R$ 3,8 milhões. A decisão foi publicada na última terça-feira pelo órgão – ainda cabe recurso.

A informação que foi publicada nesta quinta-feira, pelo jornal “Estado de São Paulo”, foi confirmada pela acessoria de imprensa do TRF.

Neymar Jr. e seu pai são multados por má-fé.Neymar Jr. e seu pai são multados por má-fé.

A multa representa apenas 2% de um valor de R$ 192,7 milhões bloqueados em bens da família do jogador, para assim assegurar o pagamento da dívida com a Receita Federal, segundo o órgão, a um entendimento que houve má-fé por parte dos advogados que representam Neymar e as empresas do atleta, que protelaram as decisões do TRF com recursos. O referido caso se arrasta desde 2015.

A decisão da Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, diz que:

“Em sessão de julgamento, Excelentíssimo Desembargador Federal Carlos Muta rejeitou os embargos de declaração e aplicou multa por litigância de má-fé, sob o fundamento de que os embargantes tentaram distorcer os elementos da medida cautelares fiscais abordados no acórdão e barrar o processamento das apelações até a publicação de decisão do CARF que viria a reduzir o crédito tributário, com repercussão na indisponibilidade de bens”.

Segundo apurou o GloboEsporte.com, o pai de Neymar Jr. e seu representante, informou que não possui intenção de prosseguir com o caso junto a Receita, e, portanto, pretende pagar a multa ao Fisco para encerrar o caso.

Comentários