Eric Cantona volta a criticar Neymar nas redes sociais

O ex-campeão do mundo pela França usou suas redes sociais para voltar a criticar Neymar e enaltecer a seleção brasileira de 1982, que encantou o mundo na Copa da Espanha.

Por
Compartilhe

Ex-craque e ídolo da seleção francesa volta a criticar “Neymar” em suas redes sociais. O ex-craque do Manchester United e da seleção da França, que na última semana já havia brincado com o camisa “10” da seleção brasileira pelo seu corte de cabelo a estilo “espaguete al dente” – aonde ele colocou uma foto com macarrão na própria cabeça para imitar o cabelo do craque brasileiro, declarou nesta segunda-feira que “chega de trapaças e lágrimas de crocodilo”.

Essa imagem Cantona publicou na última semana após o confronto diante da Suíça, na primeira rodada da Copa do Mundo, onde o Brasil empatou em 0 a 0.Essa imagem Cantona publicou na última semana após o confronto diante da Suíça, na primeira rodada da Copa do Mundo, onde o Brasil empatou em 0 a 0.

Além desta “alfinetada” em Neymar, o ex-campeão do mundo pela França usou suas redes sociais para enaltecer a seleção brasileira de 1982, que encantou o mundo na Copa da Espanha, afirmando ainda que o futebol hoje apresentado pelo Brasil na Rússia, não é o que deveria ser praticado pela seleção verde-amarelo. Cantona afirmou ainda que não quer narcisismo nem trapaças – fazendo claras referências a Neymar pela simulação no pênalti diante da Costa Rica e seu choro após o final da partida, aonde o atacante brasileiro teve que ser consolado por alguns companheiros de time.

Em sua conta no “Instagram”, Eric Cantona publicou uma foto de Sócrates, capitão do Brasil na Copa do Mundo da Espanha, em 1982 com o seguinte dizer:

Eric Cantona publicou a imagem do capitão Sócrates, na Copa do Mundo da Espanha, em 1982 - seleção essa que encantou o mundo, mas não conseguiu ser campeã.Eric Cantona publicou a imagem do capitão Sócrates, na Copa do Mundo da Espanha, em 1982 - seleção essa que encantou o mundo, mas não conseguiu ser campeã.

“Chega de trapaça, chega de lágrimas de crocodilo, chega de narcisismo. Queremos amar o Brasil da forma que a gente fazia antes”.

Comentários