Neymar estará em plenas condições para Copa, garante preparador físico da seleção

“Fagner preocupa um pouco mais, mas ele está muito bem atendido, acompanhado pelo Corinthians. Ele irá se apresentar já iniciando os trabalhos físicos", falou sobre a situação do lateral.

Por
Compartilhe

Após estar confirmado na lista dos 23 nomes convocados para a Copa do Mundo, Neymar estará em condições físicas ideais para o Mundial – quem garante isso é o preparador físico da seleção brasileira, Fábio Mahseredjian, que irá trabalhar com o atacante a partir do dia 21 deste mês, na Granja Comary, em Teresópolis.

Neymar se preparando no Paris Saint-Germain.Neymar se preparando no Paris Saint-Germain.

“O Neymar terá 27 dias de treinamento com o grupo e dois amistosos. Ele é um atleta leve fisicamente e está trabalhando com o Ricardo Rosa. Pensamos a preparação na mesma forma. Não vejo problemas, ele vai ter ritmo de jogo e vai estar em condições físicas ideais”, declarou o preparados da Seleção, em entrevista ao SporTV.

Além de comentar sobre Neymar, Mahseredjian também falou a respeito de Fagner – do Corinthians que vem se recuperando de uma lesão do músculo posterior da coxa direita.

“Fagner preocupa um pouco mais, mas ele está muito bem atendido, acompanhado pelo Corinthians. O lateral irá se apresentar já iniciando os trabalhos físicos. A preocupação existe, mas é pequena, visto que a lesão está praticamente cicatrizada”, declarou.

O elenco brasileiro que se apresenta na Granja Comary, em Teresópolis, no Rio de Janeiro, no dia 21 de maio, próxima segunda-feira, não terá a presença de Firmino, Casemiro e Marcelo que irão se apresentar no dia 27 deste mês; uma vez que eles estão envolvidos na “Final da Champions League”.

Em relação aos demais atletas, o preparador físico da seleção brasileira falou o seguinte:

“O primeiro passo será diagnosticar o estado físico de cada um jogador que irá se apresentar. Há três meses começamos a visitar os clubes, tínhamos um radar de uns 30, 35 jogadores e solicitamos para os seus preparadores físicos e fisiologistas que nos mandassem a carga crônica de treinamento de todos no último mês... para que pudéssemos comparar quando chegassem aqui. Só assim saberemos se podemos ultrapassar o que eles tem feito em seus clubes, para daí começar a equilibrar e depois incrementar a carga de trabalho, tanto no volume quanto na intensidade”, finalizou.

 

Comentários