Neymar está livre da multa da Receita Federal no valor de R$ 200 milhões

A procuradoria da Fazenda desistiu do recurso sobre o processo que acusava o brasileiro de sonegação fiscal entre 2011 e 2013.

Por
Compartilhe

Enquanto se recupera da lesão no pé direito, em sua mansão em Mangaratiba, Neymar viu também a Receita Federal brasileira "sair do seu pé". O atacante do PSG enfrentava na justiça uma acusação de sonegação fiscal que pedia uma multa de R$ 200 milhões - com correção monetária-, mas viu o orgão desistir do recurso. 

Leia também:

A acusação envolve Neymar e as empresas de seu pai, entre os anos de 2011 e 2013, quando compraram do atleta os direitos sobre a exploração de sua imagem. Para a acusação, os valores de receitas de imagem, marketing e patrocínios recebidos em CNPJ, na verdade pertenciam a pessoa física de Neymar - onde que a alíquota de imposto é de 27,5% e não entre 17% e 20% cobrados para pessoa jurídica. 

No entanto, o CEO das empresas de Neymar, Altamiro Bezerra, comentou o encerramento do caso: "A procuradoria desistiu do recurso porque nós obtivemos a vitória no caso. O caso está encerrado, nada mais pesa contra nós", avaliou.

No argumento aceito pelo Carf (Conselho Adminsitrativo de Recursos Fiscais), entendeu-se que o jogador não é parte integrante das empresas e seu nome não está ligado a elas, portanto, não caracteriza uma forma de burlar as cobranças de impostos. 

Corrupção na Espanha

Apesar da vitória no Brasil, Neymar ainda não se livrou de outra acusação, desta vez na Espanha, no caso de sua transferência para o Barcelona. O brasileiro chegou a ter um pedido de prisão e multa de 84 milhões de Euros. 

Na espanha Neymar já depôsNa espanha Neymar já depôs

Fonte: ESPN

Mais sobre: neymar jogadores
Comentários