Megafesta de Neymar segue dando o que falar, só que desta vez quem entrou na parada foi o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que na última quarta-feira - 30 de dezembro solicitou explicações ao jogador do Paris Saint-Germain sobre a sua suposta festa de final de ano, dada em sua mansão em Mangaratiba.

Nesta petição, o MP pede para saber se Neymar ou os organizadores da suposta festa estariam seguindo com os protocolos vigentes nesta época de pandemia.

Promotoria de Justiça notifica Neymar

A 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo de Angra dos Reis notificou o jogador, assim como os condomínios Portobello e Aero Rural - em caráter de urgência. Todos esses deverão prestar esclarecimentos a respeito dos eventos da virada de ano. Neymar seria proprietário de uma casa no condômino Portobello, em Mangaratiba, onde sua mansão ficaria de frente para o mar, com canais para acesso de iates e lanchas.

O real objetivo desta ação é o de saber o número de convidados e se todas as medidas sanitárias e de isolamento estão sendo tomadas dentro de todos os protocolos para a prevenção da COVID-19.

Neymar vem sendo assunto das mídias sociais e esportivas desde o último final de semana, onde segundo Léo Dias - colunista, diz que Neymar teria começado no último sábado, dia 26 de dezembro, uma Megafesta de final de ano, com duração de cinco dias e com expectativa de receber 500 convidados. Em contrapartida, os advogados do jogador negam que ele seja o organizado do evento, alegando que ele está em Santa Catarina, onde passará o réveillon.