Mercedes e Hamilton começam com rumor sobre renovação de contrato

Lewis Hamilton e a Mercedes é sem dúvida uma das duplas mais vitoriosas da Fórmula 1. Mesmo nessa temporada com o carro inferior aos da Red Bull Racing e da Ferrari, as Flechas Prateadas seguem subindo em pódios e parecem estar próximas de uma vitória ainda nessa sessão.

Toto Wolff comenta sobre possível renovação de Hamilton

Como resultado, esta é a 15ª temporada da carreira de Lewis na maior categoria de automobilismo. Ao todo, são sete títulos mundiais conquistados (um pela Mclaren e seis pela Mercedes) e diversos recordes quebrados.

Assim, com o início ruim da sua equipe na temporada, as especulações em torno de sua aposentadoria aumentaram. Entretanto, algo que o chefe das Flechas, Toto Wolff, diz acreditar que não vá acontecer. O contrato de Hamilton vai até o fim de 2023.

“Falamos há algumas semanas sobre o quão longa será a nossa parceria. O número discutido foi entre cinco e 10 anos, então podemos chegar a 400 [GPs]”, afirmou Toto com a parceria com o heptacampeão.

Na última semana, no GP da França, Hamilton chegou a sua corrida de número 300.  Ao lado de Michael Schumacher, ele é o maior campeão da F1. Contudo, o inglês possui mais Pole Position (102 contra 68), vitórias (103 contra 91) e pódios (183 contra 155).

“Ainda me sinto fresco e com bastante gasolina no tanque. Quero voltar ao caminho das vitórias e isso vai levar tempo, mas certamente nós vamos sentar em algum momento e falar sobre o futuro. Quero continuar construindo. Uma coisa é continuar correndo, outra é seguir construindo algo fora do esporte, o que eu penso que a Mercedes e nós podemos e vamos fazer”, disse Hamilton após o 2º lugar em Paul Ricard.

Melhorias da Mercedes ao longo da temporada

As atualizações subsequentes ajudaram a colocar a equipe de Lewis Hamilton e George Russell no caminho dos pódios e a estabeleceu como terceira força do campeonato. Assim, ainda é possível sonhar nessa temporada com vitórias, mas o título de construtores ainda aparece longe.

Até o momento, A RBR lidera o Mundial de Construtores com 396 pontos contra 314 da vice-líder Ferrari e depois aparece a Mercedes com 270 pts.

“Acredito que seremos capazes de competir com esses caras (RBR e Ferrari), seja agora ou em cinco corridas. Penso mais na jornada, temos consistência e continuamos a pressionar, ninguém em nossa equipe desistiu. Tem sido uma lição muito valiosa e uma experiência aprendida para todos nós. Quando voltarmos para onde merecemos estar, apreciaremos muito mais” finalizou Hamilton confiante na sua equipe.

Foto Destaque: Divulgação / Lewis Hamilton

Olá, meu nome é Bruno Gabriel, tenho 21 anos e estudo Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo. Pretendo seguir na área de esportes, é um sonho desde criança. Espero [...]