De acordo com o periódico francês "Le Parisien", o Betis se prepara para oferecer ao Paris Saint-Germain, 18 milhões de euros pelo passe de Lucas Moura e mais 12 milhões em uma espécie de "bônus", ou seja, uma oferta de 30 milhões de euros, bem próxima a pedida pelo clube frances, que pede 40 milhões de euros para liberar o meia-atacante brasileiro.

Com a missão de recuperar o investimento realizado na última janela de transferência, em junho de 2017, é bem provável que o Paris Saint-Germain aceite a proposta oferecida pelo clube espanhol e de quebra o clube de Paris recuperaria parte do investimento realizado na contratação do brasileiro junto ao São Paulo, no ano de 2012.

Lucas Moura foi relacionado para o duelo desta quarta-feira diante do Guingamp, pela copa do Rei. Pouco aproveitado nesta temporada, o meia-atacante andou reclamando recentemente da falta de oportunidade, onde o treinador Unai Emery, em entrevista coletiva nesta última terça-feira respondeu ao atleta dizendo que "ele precisa procurar um novo clube para jogar mais".

"Falei com Lucas na pré-temporada e antes da viagem para Nantes. Eu disse a ele o que penso; já havia dito na pré-temporada. Quero é o melhor para o jogador. Como eu disse aqui ele não tem mais opção para ter minutos de jogo e que o melhor é que ele seja protagonista em outro clube, pois ele é um grande jogador", declarou Unai Emery - treinador do Paris Saint-Germain.

Se for confirmada a negociação com o Betis, Lucas Moura será o segundo jogador mais caro do clube, perdendo apenas para outro brasileiro - Denílson, que foi comprado junto ao São Paulo em 1997 por US$ 35 milhões.