Livre no mercado desde que anunciou sua saída do Al-Nassr, da Arábia Saudita nesta última terça-feira, Giuliano voltou a ser foco de interesse de clubes brasileiros, bem como o Palmeiras, que vê em seu nome uma peça forte para reforçar o time para o restante da temporada, porém, os altos valores recebidos pelo meia podem complicar sua chegada ao "verdão".

Mesmo estando livre no mercado e podendo chegar de graça ao clube, o Palmeiras que já vinha monitorando o jogador de 30 anos, dificilmente se enquadraria na nova filosofia de atuação no mercado palmeirense, que mantém cautela e avalia a operação financeira como pouco provável para uma possível negociação com o estafe do atleta, que até o momento negou qualquer conversa com times brasileiros.

Com Vanderlei Luxemburgo no último final de semana abrindo a possibilidade da chegada de novos jogadores para reforçar o seu elenco - dentro da realidade de momento por conta da crise provocada pela COVID-19, o Palmeiras em primeiro lugar tenta equilibrar suas finanças, onde em 2020 deverá arrecadas algo em torno de R$ 200 milhões a menos que o previsto no início da temporada, sendo com isso necessário negociar jogadores, no entanto, não fecha as portas para novas contratações e também para novas saídas.

De momento, Giuliano não passa de um possível sonho, de uma "miragem", digamos assim. Vale aqui ressaltar que o "Verdão" poderá ter concorrência do "Timão" nesta disputa pelo meia que já brilhou por outros clubes brasileiros - bem como o Grêmio e Internacional.