Mesmo não tendo mais Gustavo Scarpa como prioridade em seu elenco, sendo ele uma peça não utilizável por Vanderlei Luxemburgo no Campeonato Brasileiro 2020, o Palmeiras que fora procurado pelo Atlético-MG interessado no jogador, não irá abrir mão de uma compensação financeira para liberá-lo.

Sim, o "Galo Mineiro" tenta tirar Gustavo Scarpa do "Verdão", no entanto, esse não abre mão de receber uma compensação pelo meia-atacante, que na atual temporada jogou apenas nove jogos, conforme destaca o jornalista Jorge Nicola - da "ESPN Brasil" em seu blog no site "Yahoo".

Se você acha pouco apenas nove jogos disputados por Scarpa na temporada, Vanderlei Luxemburgo no Brasileirão deste ano utilizou o jogador em apenas 16 minutos.

O jornalista acima citado informou que Jorge Sampaoli não tinha o atleta em sua primeira lista de reforços para o Atlético-MG, mas com dificuldades da direção em fechar acordos com os preferenciais, acabou cedendo à pressão e incluiu o nome de Gustavo Scarpa em sua lista - o jogador é bem quisto pelo diretor de futebol - Alexandre Mattos; lembrando que foi esse justamente quem o levou para o Palmeiras.

O que anda dificultando a aquisição de Scarpa por parte do Atlético-MG é a pedida por parte do Palmeiras, que só o liberará mediante o pagamento de algo próximo a 6 milhões de euros (R$ 23,5 milhões) - valor esse investido em sua contratação na época que o atleta ainda defendia o Fluminense.

Mediante a essa "exigência", a direção do "Galo" estuda a situação, uma vez que o clube mineiro foi o que mais investiu em reforços no futebol brasileiro em 2020.