Um pequeno respiro nos caixas do Sport Club Internacional; o clube gaúcho anunciou nesta última segunda-feira a venda do lateral-esquerdo Erik, ao Al Ain - dos Emirados Árabes por US$ 750 - algo próximo a R$ 4 milhões pela cotação atual.

Nesta negociação, o Colorado manterá 50% dos direitos econômicos do jogador, visando com isso uma negociação futura, onde ainda poderá lucrar um pouco mais. Promovido das categorias de base por Odair Hellmann, em 2019, Erik chegou a defender o Inter em duas partidas pelo Brasileirão, ambas em duas derrotas: por 1 a 0 para o Athletico e 2 a 1 para o Goiás e com isso acabou perdendo espaço no time.

Em 2020 com a chegada de Eduardo Coudet, o jovem foi informado que não seria aproveitado pelo técnico argentino, onde esse já contava com Moisés, Uendel e Natanael. Erik viria ainda a perde espaço para Léo Borges, promovido recentemente.

Anuncio do Al Ain - do Emirados Árabes - imamge: site oficial do clube
Anuncio do Al Ain - do Emirados Árabes - imamge: site oficial do clube

De volta ao Sub-20, o lateral acabou sendo liberado para buscar um novo clube, onde a ideia inicial era emprestá-lo para que o mesmo ganhasse rodagem, mas com a paralisação do futebol por conta da pandemia do novo Coronavírus e pela crise por esse gerado, o Inter aceitou vendê-lo.

Além da venda de Erik, o colorado também viu nos últimos dias outros recursos de venda entrar em seu caixa - como, por exemplo, a venda de Gustagol ao Jeonbuk Motors - do Japão, que rendeu ao clube gaúcho mais US$ 450 mil - algo em torno de R$ 2,4 milhões.

Na última semana, o Inter confirmou a contratação de Matheus Jussa - volante que com Coudet também poderá ocupar a zaga quando for preciso. O mesmo chega ao Beiro-Rio somente pelo pagamento de seu salário e com contrato por empréstimo até maio de 2021.