Assim como divulgamos neste último final de semana, dando conta de que Dudu poderia estar de saída - mas nenhuma proposta oficial teria chegado ao clube; o Palmeiras aguarda que essa semana seja decisiva para a venda do jogador ao Catar.

O clube interessado no atacante é o Al Duhail, que pretende desembolsar 13 milhões de euros - algo próximo a R$ 80 milhões. No entanto, o Palmeira abre a semana da mesma forma que fechou a última, no aguardo de uma proposta oficial por parte do clube estrangeiro para avançar com as negociações.

Além dos 13 milhões de euros, o Al Duhail também poderá incluir bônus futuros ao Palmeiras, podendo elevar essa negociação a 15 milhões de euros. Mesmo ainda não tendo oficializado a proposta, o Palmeiras admite nos corredores de sua sede que a transferência do jogador aqui em questão está muito próxima de ser concluída, sendo muito difícil segurar o atacante neste momento.

Lembramos que o Palmeiras no início desta temporada recusou uma proposta milionária por Dudu vinda da China e depois dessa prometeu ao jogador aceitar uma oferta condizente ao dobro do valor pago a ele quando de sua contratação - eis que ela surgiu e por esse motivo dificilmente o "Verdão" segurará o jogador, que terá a última "palavra" nesta negociação.

Para "agravar" ainda mais a possível saída do jogador, existe contra ele uma acusação de agressão por sua ex-esposa. Na semana passa, Dudu foi liberado pelo Palmeiras para prestar esclarecimentos em uma delegacia, onde na última sexta-feira voltou a comparecer, segundo apuração do site "globoesporte.com".

Um dos destaques dos três títulos nacionais conquistados pelo Palmeiras nestes últimos anos - dois brasileirões e uma Copa do Brasil, Dudu sempre esteve na mira de clubes do Oriente Médio e Ásia, mas nessas o clube brasileiro conseguiu segurá-lo.

Tanto Dudu esteve na mira de clubes do exterior, que a direção do "Verdão" chegou a renovar seu vínculo em 2019, estendendo o mesmo até o fim de 2023, porém, desde a recusa dos 15 milhões de euros apresentados pelo Shandong Luneng, no final de 2018, houve uma espécie de mau-entendimento entre as partes, fazendo com que a direção do clube brasileiro prometesse a ele em caso de uma nova oferta dentro do que pretendiam receber com sua venda, as negociações poderiam ser seguidas.

Dudu custou ao Palmeiras 6 milhões de euros quando o adquiriu em 2015, ou seja, para liberá-lo, o clube interessado em seu "passe" deverá apresentar uma oferta superior a 12 milhões de euros - algo superior a apresentada agora pelo clube do Catar e desta forma sua saída é dada como praticamente certa, faltando de fato a oficialização da proposta por parte do Al Duhail. Seguimos com essa novela nos próximos dias!