Um bilhão de reais! Sim, é esse o valor que o Barcelona terá que desembolsar caso queira repatriar um velho conhecido seu! Estamos falando de Neymar Jr., que segundo as últimas informações do "mercado da bola", o Paris Saint-Germain aceita abrir mão do craque, mas dificultará ao máximo essa saída.

A informação aqui trazida, fora primeiramente publicada pelo jornal espanhol "Sport", que destacou nesta quinta-feira a pedida do clube francês para liberar seu atacante brasileiro - 175 milhões de euros (algo por volta de R$ 1 bilhão, pela cotação atual). Lembrando sempre que o próprio clube de Paris desembolsou 222 milhões de euros para adquiri-lo junto ao clube catalão, no ano de 2017.

Para complicar um pouco mais essa "possível" transação, o Paris Saint-Germain exige esse valor à vista e já declarou que não irá parcelá-lo, o que complica ainda mais a missão dos gigantes espanhóis. Certamente o Barcelona não deverá ter esse valor em caixa, visto sua negociação com Lautaro Martínez - da Inter de Milão e que está muito próxima de ser confirmada; só não foi feita por conta do novo Coronavírus.

A única saída para Neymar poder retornar ao Barcelona será o próprio jogador voltar a forçar uma saída assim que a janela de transferências voltar a se abrir, nos próximos meses - sem falar que se caso a negociação se complicar, a FIFA poderá estipular um valor de compra pelo atleta, uma vez que ele já passou do prazo de dois anos de contrato, que serve como forma de segurança para o clube que detêm o direito econômico desse mesmo.

Na atual temporada até a paralisação do futebol na França e na Europa, Neymar tinha apenas 22 jogos realizados pelo PSG, com 18 gols anotados e dez assistências.