Com a janela de transferências se aproximando de seu fechamento e com a falta de oportunidade de estar jogando o tempo todo por sua equipe, o meia Lucas Paquetá pediu para não ser relacionado para o jogo desta sexta-feira contra o Brescia, pelo Campeonato Italiano. De acordo com a imprensa esportiva do país em questão, isso foi um pedido do próprio brasileiro, feito durante uma conversa nesta última quinta-feira com o técnico Stefano Pioli, que em sua última coletiva afirmou o seguinte:

"É normal que ele queira jogar e que sente muito por não entrar em campo. Mas todos terão suas oportunidades se sempre derem o seu melhor todos os dias no treinamento. É importante que cada jogador enfrente situações difíceis com grande determinação, aguardando o momento e aproveitando ao máximo. Lucas deve ter a convicção de que é um jogador completo, mas pelas qualidades que possui, ele deve se tornar mais decisivo", afirmou o treinador.

Lucas Paquetá - jogador do Milan.
Lucas Paquetá - jogador do Milan.

Segundo as últimas informações do site "globoesporte.com", esse confirmou com o Milan que o jogador foi a uma clínica após a partida contra a Udinese, no último fim de semana, porque apresentou uma leve taquicardia. Segundo o clube, nada foi detectado e o brasileiro está liberado para treinar e jogar.

O jogador brasileiro disputou 15 partidas pelo Milan na atual temporada e não marcou nenhum gol. Não saiu do banco em outras três oportunidades. Foi reserva em sete ocasiões e a sua última atuação como titular foi no dia 10 de novembro do ano passado, no clássico contra a Juventus.

Vendido pelo Flamengo ao Milan em 2018, Paquetá custou aos cofres "milanês" 35 milhões de euros. Vale ressaltar também que durante esta semana, representantes do jogador estiveram na sede do clube italiano para conversar sobre a situação do jogador, que está insatisfeito no momento e pode deixar a equipe italiana - o Paris Saint-Germain chegou a demonstrar interesse no atleta, mas até o momento não apresentou nenhuma proposta oficial.