Depois de "fracassarem" jogando pelo Milan no último ano, Lucas Paquetá e Piatek podem ser vendidos na próxima temporada - pelo menos é isso que informa a imprensa italiana. Contratados há exatamente um ano, a dupla não conseguiu entregar o que se esperava, após terem tido bom início no clube italiano. Na mira do Paris Saint-Germain, Paquetá pode deixar o clube italiano por 35 milhões de euros - algo próximo a R$ 158 milhões de reais.

O ex-jogador do "Rubro-Negro" chegou ao time italiano sendo comparado como um possível sucessor de Kaká - tendo inclusive um início muito bom no novo clube, até lesionar o tornozelo e ter uma volta difícil após mudanças no comando técnico. Nem com Giampaolo, nem com Pioli, Paquetá vem conseguindo um bom rendimento em campo e hoje se vê como 3ª opção no time.

Já Piatek que teve um início muito bom depois de sair do Genoa, hoje amarga uma seca de gols e viu na chegada de Ibrahimovic uma ameaça para o seu posto. O atacante marcou um gol nos últimos 10 jogos do Milan e seu futuro, assim como o de Paquetá, parece ser longe da Itália. Entre os dois nomes aqui citados, o polonês é o que está mais próximo de deixar a equipe "milanesa" e aguarda para essa semana uma proposta do mercado inglês e os principais interessados são West Ham e Aston Villa. O clube espera vender o jogador por cerca de 32 milhões de euros - R$ 145 milhões de reais.

Piatek e Lucas Paquetá.
Piatek e Lucas Paquetá.