Após o fim da temporada, o Palmeiras planeja uma grande reformulação em seu elenco. Com isso, alguns nomes muito contestados da torcida devem ser colocados como moeda de troca no mercado de transferências, e um deles deve ser o primeiro a oficializar sua saída do Verdão: Trata-se do atacante colombiano Miguel Borja.

As negociações por uma possível saída de Borja foram confirmadas pelo presidente do Palmeiras, Mauricio Galliotte, durante o evento do sorteio dos grupos da Copa Libertadores da América de 2020. Segundo o mandatário do Verdão, as tratativas estão muito bem encaminhadas, e de que um desfecho deve ser confirmado nas próximas semanas:

"Existe o interesse do Olimpia, nós estamos tratando do assunto, mas não tem nada definido até então. Seria por empréstimo, existe uma negociação em andamento, mas ainda não está nada definido", disse o mandatário.

De acordo com informações da imprensa paulista, o Olimpia trata da contratação de Borja como uma prioridade. Para o empréstimo ser oficializado, resta apenas a definição dos termos salariais do jogador, que deve ter seus vencimentos divididos entre os dois clubes, além da definição sobre valor do passe, que deve ser fixado.

Borja tem vínculo com o Palmeiras até o final de 2021. O colombiano chegou ao Verdão em 2017 por 10,5 milhões de dólares, cerca de R$ 34 milhões na época, após ser campeão da Conmebol Libertadores com o Atlético Nacional, da Colômbia. Com a camisa do clube do Allianz Parque, Borja entrou em campo por 112 oportunidades e marcou 36 gols. Ainda, conquistou um Campeonato Brasileiro.