A trajetória do meia Elias no Atlético-MG deve chegar ao fim após três temporadas. A relação entre jogador e clube acaba após a decisão de não estender o contrato até 2021. Após negociações que se arrastaram por meses, o que pesou para que não houvesse ampliação de contrato foi o seguinte fator: O estafe do jogador alega que o Atlético-MG tem pendências de cerca de R$2 milhões com Elias.

Elias foi contratado pelo Atlético em fevereiro de 2017, ainda na gestão de Daniel Nepomuceno. Segundo seu Eliseu, um dos empresários e pai do jogador, o Galo deixou de pagar comissão de intermediação quando o camisa 7 assinou com o Galo por três temporadas. Além disso, são R$ 2.043.000,00 "referentes a 2 meses de salário, 13º salário, 1/3 de férias, 4 meses de imagem, premiação contratual e outras diferenças".

Elias não irá renovar contrato com o Atlético-MG. (Foto:Divulgação)
Elias não irá renovar contrato com o Atlético-MG. (Foto:Divulgação)

O clube mineiro, por meio de sua assessoria de imprensa, afirmou que não irá se manifestar sobre o assunto. O clube vive uma situação financeira extremamente delicada, e inclusive cogita um número elevado de vendas de jogadores para terminar o ano no azul. Entretanto, mesmo que não haja renovação com Elias, o clube precisa quitar as dívidas com o jogador, e outro ponto que foi uma grande divergência, principalmente por parte do clube, foi o tempo de contrato: Enquanto o Galo propôs um vínculo até janeiro de 2021, o jogador queria um contrato de pelo menos duas temporadas.

Elias, agora, está livre para negociar com qualquer clube do mundo. Em 2019, ele quase foi vendido ao Internacional, mas a negociação não avançou. Elias e Atlético começaram a negociar pelo novo contrato em um momento no qual o experiente volante já podia assinar pré-vinculo com outro time. A saída do jogador, agora definitiva, também pode ser explicada com a estratégia do presidente Sérgio Sette Câmara em rejuvenescer o elenco.