Há algum tempo que Federico Chiesa é o principal nome da Fiorentina, onde ele sempre despertou o interesse dos maiores clubes da Itália e com isso a Inter de Milão - que também gostaria de contar com o jogador em seu elenco, estuda duas possibilidades de negócio: usar Gabigol ou Politano como moeda de troca. Se a informação se confirmar, a permanência do artilheiro do Brasileirão deste ano no Flamengo se complica, lembrando que a direção do "Rubro-Negro" diz ter um acordo firmado com a equipe italiana na compra do atacante.

Nem mesmo o sucesso obtido pelo atleta nesta temporada com a camisa do Flamengo, garante o jogador brasileiro nos planos da Inter. A direção da Internazionale vê o brasileiro muito valorizado e tentará algum negócio - seja com o Rubro-Negro, seja com outra equipe - ao final do período de empréstimo, em dezembro.

Gabigol se tornou peça-chave na negociação entre os clubes italianos pelo atacante Chiesa; mas caso a Inter não consiga envolvê-lo na referida "troca", a mesma tentará vendê-lo para arrecadar recursos e financiar a compra do italiano de 22 anos. Politano é uma "segunda opção", pois é um jogador que agrada a Fiorentina.

O desejo de Chiesa era ir para a "Velha Senhora", também conhecida por Juventus - lembrando que ele já queria isso na última janela de transferências, mas a diretoria do clube se nega a negociar seu melhor jogador com a equipe de Turim.

A relação entre Chiesa e Fiorentina parece estar se encaminhando para o final, principalmente após a recusa do jogador de entrar em campo contra o Verona por conta de dores após a Data FIFA. Isso teria causado um mal-estar no vestiário da equipe. E neste cenário, a Inter espera pelos próximos desdobramentos.