Com futuro indefinido, Daniel pode ser reforço do Grêmio em 2020

Sem acordo pela renovação de contrato com o clube carioca, o meia estaria na mira do Grêmio para a próxima temporada.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

O ano de 2019 pode marcar o fim de um ciclo de 16 anos do meia Daniel com o Fluminense. Com grande indefinição sobre sua renovação de contrato, o jogador, que teve uma reunião com a diretoria do clube carioca na última terça-feira, pode estar de saída para a próxima temporada.

O Fluminense propôs a renovação de contrato com Daniel até 2021, mas com moldes financeiros parecidos com o de Igor Julião, que renovou seu vínculo com o tricolor carioca recentemente. Entretanto, o atleta e seus agentes teriam pedido uma valorização salarial significativa, alegando que o jogador é titular absoluto e um dos pilares da equipe nesta temporada. Sendo assim, as tratativas terminaram sem acordo e muito longe de um final feliz.

Sendo assim, o Grêmio estaria muito interessado em Daniel para ser o reforço do clube gaúcho em 2020. Os dirigentes do tricolor gaúcho já realizaram algumas sondagens, e a tendência é de que uma proposta oficial seja feita até o início do próximo mês. Vale lembrar que o clube gaúcho foi o destino de Luciano, que, insatisfeito com os salários atrasados, demonstrou interesse em sair do Tricolor.

Daniel estaria na mira do Grêmio para 2020. (Foto:Divulgação)
Daniel estaria na mira do Grêmio para 2020. (Foto:Divulgação)

O estilo de jogo e a pouca idade foram os fatores determinantes para que o Grêmio tivesse interesse em Daniel. De acordo com os mandatários do Grêmio, a semelhança dentro de campo com Matheus Henrique seria o fator crucial para que o jogador chamasse a atenção.

Daniel tem 22 anos e estreou nos profissionais do Fluminense em 2016, porém jamais conseguiu se firmar na equipe. O meia foi emprestado em quatro oportunidades, três para o Oeste e um para o Botafogo, ambos de São Paulo. Na atual temporada, com Fernando Diniz, que o comandou no Oeste, o jogador enfim conseguiu ter sequência. São 46 jogos, 39 como titular, não sendo utilizado apenas por Oswaldo de Oliveira, que o escalou em dois dos sete jogos em que comandou o Tricolor.

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal