Por descumprimento de acordo, parceira do Fluminense cobra R$ 2,4 milhões por venda de Gerson

O pedido junto à justiça foi protocolado no último dia 02 de setembro, no entanto, as partes ainda aguardam por uma decisão da Juíza Virginia Lúcia Lima da Silva – da 30ª Vara Cível – do Rio de Janeiro.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Dinheiro bloqueado! Isso mesmo, parte do valor obtido pelo Fluminense na venda de Gerson, para a Roma, deverá ser bloqueado pela justiça a pedido da empresa Davi Macedo Filho Representações Comerciais.

O pedido junto à justiça foi protocolado no último dia 02 de setembro, no entanto, as partes ainda aguardam por uma decisão da Juíza Virginia Lúcia Lima da Silva - da 30ª Vara Cível - do Rio de Janeiro.

Gerson.

Atualmente Gerson defende as cores do maior rival do Fluminense; o Flamengo, que trouxe o jogador devolta para o Brasil.

A ação movida pela empresa nomeada acima ocorre deste outubro de 2018, quando na época cobrava R$ 1.9 milhão referente a 10% dos direitos econômicos do atleta. Através de um acordo firmado entre a empresa e o clube, o Fluminense ficou de pagar a dívida em duas parcelas iguais, com vencimento para o dia 30 de maio e 19 de setembro deste ano.

No entanto segundo a MDC, o acordo até agora não foi cumprido e por esse motivo a empresa volta a pedir o pagamento da dívida, em duas parcelas, porém esse valor passou para R$ 2.471.891,07.

Mas não é apenas a MDC e a MPI (com sede em Luxemburgo) que estão processando o Clube das Laranjeiras; o Flu ainda é processado por outras duas companhias que não receberam seus percentuais na venda do jogador, que foi vendido em 2015 em um negócio de 16 milhões de euros - na época.

Se não bastasse essa "briga" na justiça, o Tricolor recentemente foi mais uma vez derrotado nos tribunais - desta vez o clube carioca foi condenado a pagar R$ 860.347,40 a Higor Leite - um dos jogadores dispensados pelo Fluminense no início da temporada passada.

Mais sobre: fluminense gerson justica
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal