Recusa do Barcelona em aceitar exigências do Paris Saint-Germain por Neymar, podem decretar o fim das negociações entre os clubes e garantir a permanência do atacante em Paris, nesta janela de transferências.

A janela do futebol para o mercado da bola no mundo europeu se encerra nesta próxima segunda-feira e conforme andam as negociações envolvendo o nome de Neymar, podem esfriar neste final de semana, ainda mais após as últimas exigências do PSG, diz o jornal espanhol "Mundo Deportivo".

Depois das direções dos dois clubes (Barcelona e Paris Saint-Germain) se reunirem em Mônaco, a "novela" envolvendo Neymar tomou novos contornos nesta sexta-feira. Segundo o diário espanhol, o clube catalão recusa aceitar as exigências do clube francês na liberação do atacante brasileiro e desta forma a chegada do jogador ao Camp Nou ficou praticamente inviável.

O "Mundo Deportivo" conta que a direção do clube espanhol chegou a estudar a viabilidade econômica da contraproposta apresentada pelo PSG, mas após uma reunião da cúpula catalã, esses responderam de forma negativa - os mesmos teriam considerado que os pedidos dos franceses eram exigências acima do possível e impossível de assumir por parte do clube.

Segundo o mesmo diário, o Paris Saint-Germain manteve a sua postura firme das últimas semanas - é bom deixar bem claro que a cúpula do clube francês não faz questão de vender ou liberar o atacante brasileiro neste instante e por isso exigem pelo menos os mesmos 220 milhões de euros investidos no jogador quando o adquiriram junto ao clube catalão.

Com apenas 4 dias para o fechamento da janela de transferências para o mercado europeu, o Barcelona ou qualquer outro clube que quiser levar Neymar para o seu elenco, terá como prazo máximo, a próxima segunda-feira, dia em que esta se fechará.