Santos pede compensação financeira e ida de Copete ao Atlético Nacional trava

Pouco aproveitado pelo técnico Jorge Sampaoli, o atacante colombiano deve ser negociado com o Atlético Nacional. Entretanto, o pedido de compensação financeira pode dificultar um acordo.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

A negociação entre Santos e Atlético Nacional não avançou nos últimos dias. O que antes parecia um negócio muito bem encaminhado, agora esfriou e pode acabar da maneira que o clube paulista menos espera. 

Isso porque, o Peixe pediu ao time colombiano uma compensação financeira para liberar o atacante Copete, que não vem sendo aproveitado pelo técnico Jorge Sampaoli. Mesmo que a expectativa dos colombianos seja repatriar o jogador, que eve grande destaque pela equipe, a negociação pode não acontecer, caso a pedida do time brasileiro seja alta demais.

Só que o Peixe quer uma compensação financeira ou o envolvimento do zagueiro Carlos Cuesta, de 20 anos, bem avaliado pelo técnico Jorge Sampaoli. O empréstimo, com o salário 100% pago pelo Atlético Nacional, não agrada ambos os clubes.

Copete recebe um dos salários mais altos do elenco santista, e deve ser negociado. (Foto: Gazeta Esportiva)Copete recebe um dos salários mais altos do elenco santista, e deve ser negociado. (Foto: Gazeta Esportiva)

 

No meio de tudo isso, o jogador vê com bons olhos uma volta ao seu país natal. Para Copete, a volta ao Atlético Nacional é considerada um recomeço na carreira, já que após chegar ao Brasil com grande expectativa, não conseguiu se adaptar, e aos poucos, foi perdendo espaço e sendo questionado pela torcida. 

Copete tem 31 anos e perdeu espaço depois das chegadas de Aguilar, Cueva e Soteldo neste ano. Como Derlis e Sánchez têm status de titular, o colombiano sobrou por causa do limite de cinco estrangeiros relacionados por partida e não tem ficado nem no banco de reservas.

Copete tem contrato com o Santos até 18 de junho de 2021 e recebe um dos salários mais altos do elenco santista. Por isso, a diretoria pretende negociar o jogador e cortar gastos, além de possibilitar a chegada de novos reforços. 

O atacante tem contrato até 18 de junho de 2021 e recebe alto salário. Ele tem 26 gols em 134 jogos, o suficiente para ser o maior artilheiro gringo da história do clube. 

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal