Após a saída de Diego Souza, que se transferiu para o Botafogo, o São Paulo continua ativo no mercado de transferências. Juntamente com o meia Tchê Tchê, outro nome que está fazendo os dirigentes são-paulinos trabalhar é o atacante Keno, que atualmente defende o Pyramids, do Egito.

Keno despertou o interesse do São Paulo após a tentativa por Róger Guedes não ter sucesso. No caso de Guedes, o tricolor paulista não conseguiu arrecadar fundos para tirar o jogador do futebol chinês, e Keno veio a ser uma opção interessante no campo desportivo, e financeiramente muito mais acessível.

Entretanto, o clube brasileiro sondou o Pyramids para uma possibilidade de empréstimo, que prontamente foi negada. O clube egípcio, detentor dos direitos federativos do atleta, apenas aceita estudar uma venda em definitivo do jogador, o que demandaria um certo investimento por parte dos são-paulinos.

Keno é alvo do São Paulo, que quer o jogador por empréstimo.
Keno é alvo do São Paulo, que quer o jogador por empréstimo.

Keno tem contrato com o Pyramids até a metade de 2021, e para conseguir comprar o jogador, o São Paulo teria que negociar com o clube egípcio, e tentar diminuir consideravelmente o valor da negociação, que hoje, está acima do que os tricolores podem pagar.

Keno teve grande destaque no Palmeiras comandado por Cuca, que hoje é treinador do São Paulo. Em busca de uma readequação financeira após a precoce eliminação na Libertadores para o Talleres, o empréstimo de Keno seria perfeito para um ganho desportivo e comercial. Até por isso, a saída de Diego Souza para o Botafogo foi um pedido de Cuca, e a ida de Nenê para o Fluminense parece ser a notícia mais óbvia para os próximos momentos.