Na janela de transferências protagonizada pelo desaparecimento de "Emiliano Sala", que havia sido contratado pelo Cardiff - da Inglaterra junto ao Nantes - da França, três brasileiros estão entre os jogadores mais caros até aqui nesta abertura do mercado da bola.

Entre as dez negociações mais caras do período, três foram de jogadores brasileiros, entre eles o meia Lucas Paquetá, Paulinho e Anderson Talisca. O primeiro foi comprado pelo Milan - da Itália, já os outros dois foram adquiridos em definitivo pelo Guangzhou Evergrande - da China.

Porém a contratação mais cara nesta janela de transferências foi do norte-americano Christian Pulisic - que foi adquirido pelo Chelsea e que se apresentará aos "Blues" no final da atual temporada. Na sequência vem o argentino Leandro Paredes, adquirido pelo Paris Saint-Germain junto ao Zenit - da Rússia.

Entre os jogadores do "Velho Continente", o mais caro foi o atacante polonês Krzysztof Piatek, que foi contratado pelo Milan junto a Fiorentina.

Norte-Americano é o jogador mais caro desta última abertura do mercado da bola.

Abaixo confira as cinco contratações mais caras desta janela de transferências:

1º - Christian Pulisic:

O meio campista norte-americano foi sem sombra de dúvidas a negociação mais cara desta janela de transferência - o atleta de 20 anos custou aos cofres do Chelsea 64 milhões de euros, junto ao Borussia Dortmund. A sua apresentação será somente após o fim da atual temporada.

2º - Leandro Paredes:

O volante que estava atuando pelo Zenit - da Rússia foi o grande escolhido para cobrir a saída de Rabiot, que deixará o time francês em julho. Para levá-lo para a capital da França, o PSG desembolsou 47 milhões de euros.

3º - Paulinho:

O volante brasileiro que já estava atuando pelo Guangzhou Evergrande desde julho de 2018, foi adquirido em definitivo pelo clube chinês junto ao Barcelona - o seu custo foi de 42 milhões de euros.

4º - Lucas Paquetá:

O ex-flamenguista foi sem sombra de dúvidas a maior negociação de um clube do continente sul-americano nesta abertura do mercado, onde o meia de apenas 21 anos custou ao Milan 35 milhões de euros, no início da janela de transferências, em janeiro.

5º - Krzysztof Piatek:

O Milan resolveu abrir seus cofres neste início de 2019 e desembolsou ao atacante da Fiorentina, o mesmo que desembolsou pelo meia brasileiro, ou seja, 35 milhões de euros.