Barcelona já tem subtituto para Yerry Mina que deve sair do clube

Zagueiro colombiano deve ser emprestado a algum país do "Velho Continente" para ganhar experiência no futebol europeu.

Por
Compartilhe

Com a eminente saída de Mina do Barcelona na próxima janela de transferências, no “verão” europeu; jornal espanhol diz que o Barcelona já está de olho em um zagueiro de R$ 127 milhões.

Com o final da temporada europeia e com a aproximação da janela de transferências – que será a primeira na nova temporada do futebol do “Velho Continente”, o jornal espanhol “Sport” revelou nesta segunda-feira que a direção do clube catalão planeja reforçar sua defesa e o nome mais cotado para substituir Yerry Mina, é do zagueiro Clément Lenglet, do Sevilla.

Clément Lenglet - zagueiro do Sevilla.Clément Lenglet - zagueiro do Sevilla.

Com o nome de um “europeu” para ocupar a posição de Mina, a vaga de “extracomunitário” poderá ser preenchida por Arthur – volante comprado junto ao Grêmio e que possui grandes chances de chegar antes do tempo planejado, ou seja, já nesta próxima abertura da janela de transferências.

Ainda de acordo com o periódico espanhol, a direção catalã está disposta a investir os 30 milhões de euros pedidos na cláusula de rescisão do zagueiro do Sevilla – visto que o francês Clément Lenglet possui vínculo com seu clube até junho de 2021.

Aos 23 anos, o zagueiro francês é um dos destaques da equipe do Sevilla na atual temporada. Com 48 participações até agora e com quatro gols marcados, Lenglet chegou à Espanha vindo do Nancy – donde foi adquiro na última temporada por 5 milhões de euros, algo em torno de R$ 21 milhões.

Voltando a Mina, é certo que mesmo sem um destino ainda definido, o zagueiro será emprestado. Pouco utilizado por Ernesto Valverde, o colombiano deverá continuar na Europa, uma vez que o clube catalão deseja dar ao zagueiro uma bagagem melhor no futebol do “Velho Continente”. Mina deverá ser emprestado a algum time dos quatro principais centros da Europa, bem como Alemanha, Espanha, Inglaterra ou Itália.

Comentários