Em busca de um novo treinador após a demissão de Oswaldo de Oliveira, a direção do Galo em nome de seu diretor de futebol - Alexandre Galo e do presidente do clube, Sérgio Sette Câmara, irão avaliar as finanças para ver da possibilidade de novo reforços chegarem ainda para esse início de ano.

"Temos um limite para as "compras". O presidente já avisou que não dará um passo maior que a perna. Acreditamos em nosso elenco, principalmente daquelas peças que chegaram esse ano e também daqueles que já estão aqui; eles conhecem o time. Róger Guedes é um campeão - foi campeão brasileiro pelo Palmeiras. Ricardo Oliveira não precisa de comentários, sua história fala por si, só. O Erik, vocês já viram, é um ótimo jogador, tem atuado muito bem. O Iago Maidana é um jovem talentoso, com um futuro pela frente. Somado a tudo isso, uma excelente estrutura de trabalho - com isso teremos condições de alcançarmos os nossos objetivos. Reforços virão, até porque queremos sempre reforçar a equipe, mas temos que seguir as metas colocadas por nosso presidente, com inteligência e responsabilidade. Estamos seguindo o mesmo caminho que outro clubes já fizeram, o de equacionar... isso tem que acontecer. A questão financeiro hoje em dia é muito importante para os clubes. O presidente está muito consciente que a gente está fazendo de tudo para que esses reforços aconteçam dentro do possível, declarou Alexandre Gallo.

Sobre o possível treinador, o diretor de futebol do clube disse que o próximo treinador que chegar ao Atlético, conheça os jogadores com os quais irá trabalhar.

"O treinador que irá dirigir o Atlético-MG, tem que ter conhecimento dos jogadores que aqui temos, até porque o elenco que nós temos é conhecido, vários remanescentes da última temporada e os que vieram esse ano, são todos conhecidos. São atletas que já vinha jogando a Série A. Assim sendo, acredito que o treinador que aceitar nosso convite, que venha já sabendo boa parte dos jogadores que temos em nosso elenco", finalizou Gallo.

O nome mais forte nos bastidores do Atlético-MG segue sendo o nome de Cuca, ex-treinador do Palmeiras e do próprio Galo