Enquanto o Flamengo tenta chegar a um acordo para repatriar o lateral Rafinha, clubes brasileiros como Atlético-MG, Grêmio, Palmeiras e São Paulo monitoram a situação de perto, demonstrando interesse no jogador de 35 anos.

Livre no mercado

Sem clube desde que deixou o Olympiacos, da Grécia, no início de fevereiro, Rafinha vem tentando se reaproximar do Flamengo, onde tenta um acordo para voltar a defender o clube nesta temporada, mas com o Rubro-Negro apertando as "contas" e com o jogador pedindo muito alto, nenhum acordo até o momento fora fechado, atiçando com isso a cobiça de outros grandes clubes do futebol brasileiro.

Vale lembrar que o Atlético-MG foi o primeiro clube nacional a manifestar desejo em contar com o jogador nesta sua volta ao Brasil, no entanto, Rafinha quer dar preferência ao Flamengo, mas esse não fechou as portas para os demais interessados; pelo contrário.

Depois da busca por informações do "Galo" e posterior o Flamengo; Palmeiras e São Paulo também chegaram a buscar informações, mas focam atualmente em outros nomes. Por sua vez, o Grêmio surge agora como possível destino do atleta, que vai atrás de Rafinha a pedidos de Renato Portaluppi, que deseja ter o jogador de 35 anos em seu elenco.

Durante essa semana Rafinha chegou a comentar abertamente sobre sua situação no Brasil e com o andamento das negociações com o Flamengo, onde o mesmo declarou o seguinte:

"Eu acredito que 60% acertado, eu já aceitei todos os termos do clube, só estou esperando, porque tenho família e preciso decidir a minha vida, eu preciso jogar, nos próximos dias a gente deve ter uma previsão", comentou o atleta em uma live ao canal "Barbaridade".

Rafinha vive a expectativa de definir seu futuro o quanto antes, podendo ver sua situação ser definida ainda na próxima semana.