A equipe do River Plate - da Argentina pode estar ganhando reforços para o duelo diante do Fluminense, pela Libertadores da América, nesta terça-feira - 25 de maio, no Monumental de Nuñez, na Argentina, às 19h15.

De acordo com informações do jornal "Olé", os "Millonarios" como também são conhecidos, realizaram exames cardiológicos com os jogadores primeiramente infectados com a COVID-19, há 10 dias, sendo que dos 15 infectados, 13 não apresentaram sequelas e podem estar liberados para o jogo.

Entre eles o goleiro Armani

Entre esses 13 jogadores que podem estar liberados para o confronto diante do Fluminense, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores, está o goleiro Armani, que não pode participar do último jogo, dando ao volante Enzo Perez a atribuição de ir para debaixo das metas; com grande sucesso.

Esses mesmos atletas aprovados no exame cardiológico passarão por novos exames de COVID-19 antes da partida; vale salientar que há precedentes na Libertadores onde não há a necessidade de apresentar resultado negativo depois de 10 de isolamento.

Lembramos que na temporada 2020, o Flamengo relacionou contra o Del Valle sete jogadores que testaram positivos e que cumpriram com a quarentena, sem ao menos apresentarem os seus resultados testando negativo para o Coronavírus.

De acordo com o diário aqui em destaque, o River Plate irá enviar um ofício a Conmebol indicando as condições de saúde desses jogadores infectados e uma declaração do médico do clube - Pedro Hansing, dando fé que todos eles estão liberados para o duelo diante do Fluminense.

A provável escalação do River Plate para encarar o Fluminense nesta terça-feira, na Argentina, pela fase de grupos da Libertadores deve ter: Armani; Casco, Maidana, Rojas e Martínez; Palavecino, Zuculini (Enzo Pérez) e De La Cruz; Álvarez, Borré e Matías Suárez.