Depois de muitas especulações sobre o futuro de Edinson Cavani, o Manchester United anunciou no final da tarde desta segunda-feira passada, que o atacante de 34 anos renovou seu contrato até junho de 2022.

Depois de sete anos defendendo o Paris Saint-Germain, Cavani se transferiu para os "Reds Devils" de graça em outubro de 2020, sendo peça importantíssima na classificação diante da Roma, pela Europa League.

Pelo time inglês, o atacante uruguaio já disputou 35 partidas, marcando 15 gols e dando cinco assistências.

Dentro do Manchester United, Edinson Cavani conta com um forte aliado, por esse motivo que o clube inglês buscou renovar seu vínculo por mais uma temporada; aqui falamos de Ole Gunnar Solskjaer, que já havia revelado o desejo da permanência do jogador em seu elenco e que assim que teve a confirmação a respeito do assunto, declarou o seguinte:

"Eu falei, quando o Cavani foi contratado, que ele ajudaria a trazer energia, potência e liderança a esse grupo. E eu não estava errado: ele está sendo tudo o que eu pensei que ele seria e mais".

Assim como o próprio Solskjaer comentou sobre a renovação de contrato entre United e Cavani, o uruguaio também falou sobre o assunto:

"Desde o momento em que cheguei, eu senti a confiança no treinador. Como jogador, isso lhe dá a oportunidade perfeita para jogar o seu melhor futebol, e desejo agradecê-lo por isso", destacou o atacante com relação ao treinador dos "Reds Devils".

Interesse de outros clubes

Antes mesmo de vir a assinar pelo time inglês, Edinson Cavani esteve na mira de vários outros clubes, bem como teve também a possibilidade de retornar ao futebol sul-americano, onde fora cogitado como reforço do Grêmio, Flamengo e Atlético-MG, no entanto, o atacante preferiu seguir na Europa.