Conmebol sai em defesa a Edinson Cavani, acusado de racismo na Inglaterra

A entidade máxima do futebol sul-americano – Conmebol emitiu uma nota oficial nesta última terça-feira onde prestou solidariedade ao atacante Edinson Cavani – punido pela Federação Inglesa de Futebol por usar termos inapropriados e racistas em uma conversa com um fã nas redes sociais.

Lembre o caso

Cavani foi punido pela FA com três jogos de suspensão por ter usado a palavra “negrito” ao responder um fã seu em suas redes sociais, donde a entidade em questão denomina o termo como racismo.

Conmebol

Já a entidade sul-americana de futebol, afirmou nesta nota que a punição ao atacante uruguaio “não considerou características culturais e o uso de certos termos na fala cotidiana do Uruguai”; além disso, reforça ser contra qualquer tipo de preconceito, seja essa cultura, racial ou étnico, mas deixa claro que o ocorrido com o jogador dos “Reds Devils” não apresentou este caso e tão somente usou uma expressão bastante utilizada entre o povo uruguaio

Punição a Cavani

Além da suspensão dos três jogos, a FA ainda multou o jogador uruguaio do Manchester United em 100 mil libras – algo em torno de R$ 710 mil.

Veja abaixo trecho da nota emitida pela Conmebol a Federação Inglesa de Futebol:

“A Conmebol expressa sua solidariedade ao jogador Edinson Cavani, sancionado pela Federação Inglesa de Futebol. A medida disciplinar para o atleta destacado da seleção uruguaia claramente não leva em consideração as características culturais e o uso de certos termos na fala cotidiana do Uruguai…”, segue a nota.

Por Müller
A paixão pelo futebol foi um dos principais motivos da criação do Minha Torcida. O site reúne informações, curiosidades e muito conteúdo exclusivo para você que é amante do esportes [...]