Depois de muito "diz que me diz" em relação a uma possível saída de Guardiola - do Manchester City em junho do ano que vem, o próprio técnico do clube inglês tratou de negar nesta sexta-feira que seu contrato com os "citizens" tenha uma cláusula que lhe permite deixar o mesmo ao final da temporada. Ele tem vínculo com o Manchester City até 2021.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, Guardiola rechaçou qualquer boato a respeito. "Não é verdade", disse o treinador, de forma taxativa, quando foi perguntando sobre o tema. "Já falei sobre minhas intenções faz algumas semanas", completou.

Vale lembrar que em 2018, Guardiola ampliou seu contrato com o City até 2021. Segundo a imprensa inglesa, no contrato assinado no último ano existe uma cláusula que possibilitaria ao treinador sair do clube um ano antes do encerramento de seu vínculo.

Além de negar qualquer possibilidade de deixar o City, o espanhol também descartou a possibilidade do clube realizar contratações na próxima janela de transferências. "Os jogadores que começaram a temporada são os mesmos que vão terminá-la", pontuou.

O boatos sobre uma eventual saída de Guardiola passaram a ganhar força à medida em que o City se afastou da briga pelo título da "Premier League" - também conhecida por Campeonato Inglês. O City tem tropeçado mais do que o habitual, levando o time para o terceiro lugar e viu o rival Liverpool disparar na liderança - com 14 pontos de vantagem para o atual bicampeão inglês.

Em mais uma tentativa de diminuir essa desvantagem, o Manchester City irá encarar o Arsenal neste domingo, em Londres, em duelo válido pela 17ª rodada da competição. Guardiola revelou que o zagueiro Stones e o atacante Agüero seguem se recuperando de suas respectivas lesões e serão desfalques. Além disso, afirmou que o meia David Silva é dúvida para a partida por conta de uma pancada na perna que levou recentemente.