A Copa Libertadores da América chegou às quartas de final e três brasileiros ainda tentam chegar à final. Botafogo e Grêmio se enfrentaram no estádio Nilton Santos-RJ e o Santos visitou o Barcelona do Equador em busca de seguir a diante na competição. As partidas da volta estão marcadas para as próximas quarta e quinta-feiras. Como foram os cronfrontos?

Botafogo 0x0 Grêmio

O Grêmio vinha de uma derrota contra o Vasco enquanto o Botafogo derrotou o Flamenho no clássico carioca. A partida sem gols foi marcada por vários lances interessantes e a arbitragem que deixou o jogo 'andar'. Se o Grêmio teve as melhores oportunidades, o Botafogo se manteve equilibrado.

O grande desafio para o time carioca era segurar os avanços de Fernandinho pelo lado direito do ataque gremista, no entanto, foi o volante Arthur quem teve a melhor oportunidade gremsita na primeira etapa - ao segurar a bola e driblar os adversários o jogador conseguiu o arremate interceptado por Gatito Fernandez. O mesmo Arthur (em outra jogada individual) caiu na entrada da área, os jogadores e a torcida pediram pênalti, mas o árbitro não concedeu.

Ainda no primeiro tempo, a chance mais clara de gol do Botafogo saiu dos pés de Roger, o centro-avante recebeu cruzamento da esquerda e em dividida com a zaga gremista, conseguiu um chute mascado. A bola rolou caprichosamente para a linha de fundo.

Se teve lance polêmico para o lado do Grêmio, não poderia faltar ao menos um para o lado botafoguense. Na mesma área do lance capital do primeiro tempo, Gilson recebeu na entrada da área e foi tocado por Edilson. Novamente o árbitro mandou o jogo seguir. Além disso, Roger recebeu um presentão de Bruno Cortez (do grêmio) e por muito pouco não abriu o placar para o time visitante na segunda etapa.

A partida ficou no 0-0 com grandes expectativas para o jogo da volta, na semana quem vem em Porto Alegre. Fica a dúvida se a vantagem é gremista ou botafoguense, já que uma vitória simples dá a vaga ao Grêmio, enquanto o Botafogo, se fizer ao menos um gol, obriga o tricolor a fazer dois. A resposta nós saberemos na próxima semana. 

Barcelona de Guayaquil 1 x 1 Santos

O Santos é o último brasileiro invicto na Libertadores, estava há 15 jogos sem perder e foi até o Equador para enfrentar o Barcelona - clube que tem feito boa Copa em 2017. O jogo parecia se encaminhar para uma bela vitória fora de casa, mas os donos da casa encresparam e a decisão fica marcada para a próxima quarta.

Os lances capitaias ocorreram no segundo, embora Vanderlei tenha feito ótimas defesas na primeira etapa. Em jogada tramada pela equie do Santos, Ricardo Oliveira arriscou de primeira, o lance esquisito sobrou para David Braz escorar para Bruno Henrique, livre na área, mandar para dentro. 

Enquanto o Santos tentava o gol que sacramentaria uma tranquilidade maior para o jogo da volta, Vanderlei ia segurando tudo lá atrás. Porém, em cruzamento orindo do escanteio, o Barcelona empatou o jogo colocou fogo em tudo e o que se viu nos minutos finais foi pressão do Barcelona até o fim da partida. 

Apesar do sufoco, o Santos conseguiu segurar o resultado e agora precisa de apenas um empate em 0-0 para seguir a diante. 

San Lorenzo 2x0 Lanús

Quando os jogos brasileiros começaram o San Lorenzo já havia derrota do compatriota argentino Lanús por 2x0 e praticamente encaminhado a classificação para as semifinais. É claro que há o jogo da volta, mas dificilmente o Lanús conseguirá reverter a desvantagem.

Jorge Wilstermann x River Plate

E hoje Jorge Wilstermann e River fazem o jogo restante desta primeira semana das quartas de final. O visitante é o favorito.

Quem serão os classificados? Fique de olho no Minha Torcida.