A Conmebol parece ter dado um passo importante para a retomada da Libertadores da América 2020. Assim como irá fazer a UEFA com suas competições, principalmente com a Champions League - que a partir das quartas de final será disputada em Lisboa, a entidade máxima do futebol na América do Sul também já estuda a possibilidade de levar sua principal competição para um único local - mesmo não tendo uma data prevista para acontecer.

Segundo as últimas informações publicadas pelo jornal uruguaio "Ovacion", o país sai na frente como possível sede única para a continuação da Libertadores. O grande destaque do país vizinho do estado do Rio Grande do Sul - Brasil, é o baixo número de casos confirmados e de mortes pela COVID-19 - apenas 28 registrados até o momento.

Assim sendo, o presidente da Conmebol - Alejandro Domínguez vê essa ideia com bons olhos, ainda mais se baseando nos protocolos organizados pela entidade. Para uma sede poder ser única para receber a Libertadores, o país ou a cidade teria que ter capacidade para receber as 32 delegações que disputam a competição, onde cada uma dessas ficaria hospedada em um hotel diferente - para assim evitar aglomerações e diminuição no risco de contaminação.

Nesta visão da Conmebol, o presidente do Uruguai - Luis Lacalle Pou e o presidente da Federação Uruguai de Futebol - Armando Castaingdebat, também já concordaram com a possível medida a ser adotada pela entidade futebolística sul-americana.

Vale lembrar que a Libertadores 2020 foi paralisada em sua segunda rodada da fase de grupos, onde então restariam 11 datas para que o torneio chegasse a sua grande decisão. A decisão de onde e como a competição será retomada deverá ocorrer durante as próximas semanas.