Veja quem são e como jogam os adversários do Santos na Libertadores 2020

Com Santos e Olimpia sendo os grandes favoritos do grupo, Defensa y Justícia e Delfín tentam surpreender e se classificar.

Por Talis Andrey de Mello
Compartilhe

A fase de grupos da Copa Libertadores da América se aproxima, e com isso, as principais forças do futebol brasileiro se preparam para a competição mais importante de seus calendários. Pensando nisso, iremos trazer para você, torcedor, a situação de cada um dos adversários das equipes brasileiras na fase de grupos da Libertadores. Desta vez, iremos analisar o grupo G, do Santos.

Após ter um 2019 de um futebol de extrema qualidade e chegar ao posto de vice-campeão brasileiro, o Santos foi forçado a sofrer uma reformulação forçada, que se concretizou após a saída do técnico Jorge Sampaoli. Mesmo com a manutenção dos principais jogadores do time, como os meias Carlos Sánchez e Soteldo, a crise política agravada no clube faz com que o ambiente interno atrapalhe o rendimento dentro de campo. A contratação do técnico Jesualdo Ferreira ainda não deu motivos para a diretoria santista ter tranquilidade.

Como chegam os adversários

DEFENSA Y JUSTÍCIA (ARGENTINA)

Por força do time, por poder de investimento e tradição, o Defensa y Justícia deve brigar pela 2ª vaga do grupo nas oitavas de finais da competição. Entretanto, a tendência é de que consiga pontuar apenas atuando em casa. O time se classificou para a competição continental após terminar o Campeonato Argentino na 2ª colocação, com 53 pontos.

No campo, a equipe argentina atua no esquema 4-2-3-1, e a grande qualidade técnica do seu time está no meio-campo. Os dois volantes (Laba e Benítez), são extremamente importantes para o bom funcionamento do sistema de jogo do time comandado pelo técnico e ex-jogador Hernán Crespo. Além disso, a velocidade dos jogadores de lado de campo no setor ofensivo também é essencial para dar oportunidades de gol ao atacante de referência (Lucero).

Individualmente, o grande expoente técnico do time argentino é o atacante Juan Martín Lucero, atacante de referência e autor de 4 gols em 10 jogos na atual temporada.

NÚMEROS DO TIME EM 2020:

  • 5 jogos
  • 3 vitórias
  • 2 empates
  • 10 gols marcados
  • 3 gols sofridos
Defensa y Justícia chega para surpreender no grupo E da Libertadores. (Foto:AFA)
Defensa y Justícia chega para surpreender no grupo E da Libertadores. (Foto:AFA)

DELFÍN (EQUADOR)

A equipe equatoriana é a mais fraca do grupo. Mesmo com o fator local sendo a grande arma de força da equipe, a qualidade técnica, o poder de investimento e a tradição fazem com que uma classificação seja praticamente improvável.

O time comandado pelo técnico Ángel López Pérez atua no esquema 4-4-2, tendo a organização defensiva como principal mentalidade. A velocidade na saída do contra-ataque, com transição muito rápida entre os setores, é a estratégia ofensiva do time.

Individualmente, o grande destaque do time colombiano é o atacante Carlos Garcés, atacante de referência autor de 2 gols em 2 jogos na atual temporada. É o expoente técnico do time colombiano, e é a grande esperança de gols da equipe.

NÚMEROS DO TIME EM 2020:

  • 3 jogos
  • 1 vitória
  • 1 empate
  • 1 derrota
  • 4 gols marcados
  • 4 gols sofridos
Delfín não deve dar trabalho aos outros times do grupo E. (Foto:Divulgação)
Delfín não deve dar trabalho aos outros times do grupo E. (Foto:Divulgação)

OLIMPIA (PARAGUAI)

Uma das equipes mais tradicionais da história do futebol sul-americano, o Olimpia promete vir muito forte na disputa pela primeira posição do grupo. Além de ter o peso de ter sido 3 vezes campeão da competição, o time paraguaio conta com o apoio de sua torcida e com um elenco qualificado para chegar longe e tentar o 4ª título de sua história.

Atual campeão paraguaio, o Olimpia agiu de maneira ousada no mercado, com o objetivo de tentar o título da LIbertadores. Por isso, contratou o o atacante Derlís González, ex-Santos, e o atacante togolês Adebayor, que se firmou em alguns dos principais clubes do futebol mundial.

Dentro de campo, o Olimpia atua no esquema 4-4-2, com muita posse de bola e intensidade. No sistema de jogo do técnico Daniel Garnero, os meias mais avançados são essenciais para o funcionamento do jogo, uma vez que as melhores oportunidades do time são originadas pelos jogadores centrais.

Individualmente, o grande destaque do time paraguaio é o atacante paraguaio Roque Santa Cruz, de 38 anos, e que é um dos maiores ídolos do Olimpia nos últimos anos. Nesta temporada, é responsável por 7 gols em 6 jogos.

NÚMEROS DO TIME EM 2020:

  • 6 jogos
  • 3 vitórias
  • 2 empates
  • 1 derrota
  • 14 gols marcados
  • 9 gols sofridos
Olimpia conta com nomes conhecidos como Derlís Gonzlez, Roque Santa Cruz e Adebayor. (Foto:Divulgação)
Olimpia conta com nomes conhecidos como Derlís González, Roque Santa Cruz e Adebayor. (Foto:Divulgação)

CONFIRA AS PARTIDAS DA 1ª RODADA DO GRUPO G DA LIBERTADORES 2020:

03/03: Defensa y Justícia x Santos - 19h15
04/03: Delfín x Olimpia: 21h30

Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal