Mesmo com uma maratona de dez jogos em um intervalo de 30 dias, não fazem com que o Palmeiras vá cansado para a grande decisão da Libertadores 2020, diante do Santos, no próximo sábado; pelo menos é isso que diz o treinador do "Verdão" - Abel Ferreira.

"Essa deve ser a primeira vez na história que uma equipe tem dez jogos no mês. Desafio a quem gosta de futebol a checar essa informação, mas estou convencido de que somos uma das únicas equipes a ter dez jogos no mês. É duro, é pesado. Como treinador, tenho que pensar no presente e no futuro. É preciso gestão de energia e jogar na máxima força. A cada jogo, jogaram aqueles que estavam na máxima força", declarou o técnico português do Palmeiras.

No quesito "energia", o técnico poupou jogadores importantes durante essa maratona de jogos nos últimos dias. Contra o Vasco, no empate em 1 a 1, nesta última terça-feira, Abel Ferreira poupou vários jogadores, entre eles: Weverton, Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan, Viña, Danilo, Gabriel Menino, Zé Rafael, Raphael Veiga, Rony, Willian e Luiz Adriano.

Apesar do empate no Allianz Parque, o treinador se diz satisfeito com o desempenho do seu time:

"Montei uma equipe hoje que nunca havia jogado junto. O Felipe Melo, o Scarpa e o Lucas Lima no meio, com Renan na lateral esquerda e o Gabriel Silva na frente. O Esteves como ponta e criador. Como você consegue montar esta equipe e ela apresenta qualidade? Errar gols as melhores equipes erram. Mais importante é ver a identidade. Nós, em condições físicas, difíceis, tivemos a equipe com uma boa circulação de bola", destacou.

Palmeiras pronto para a final da Libertadores

Desta forma, satisfeito com o que seu time apresentou até aqui, Abel Ferreira acredita que o time do Palmeiras esteja pronto para a grande decisão da Libertadores 2020, no próximo sábado, às 17h, no Maracanã.

"Esse será um jogo muito particular, é uma decisão, uma final. É fruto de um grande trabalho das duas equipes. Chegam as duas com mesmo desejo e ambição. Da minha parte, vamos nos preparar como temos feito em todos os jogos, encarar as emoções que temos e aceitá-las. Quando chegar o momento do apito do árbitro concentrar nossas forças para o jogo. Não vamos nos preparar agora, estamos nos preparando. Tenho a certeza absoluta que essa galera está preparada para esta final", finalizou Abel Ferreira.