A derrota para o Palmeiras na primeira partida das semifinais da Libertadores está dando o que falar pelos lados do River Plate, onde nesta quarta-feira, após tentar ingerir a goleada sofrida por 3 a 0 em casa, o técnico Marcelo Gallardo disse que seu time terá que fazer uma partida épica, no Brasil, se quiser chegar a grande decisão do torneio.

Tal declaração foi na verdade dada na coletiva após o confronto desta última terça-feira, em Buenos Aires, onde Gallardo disse que o duelo foi muito bem disputado e resolvido nos erros.

"Precisamos digerir esse golpe, foi um resultado totalmente inesperado. Vamos nos recompor para atuar em São Paulo, aonde vamos em busca do jogo", alertou.

O duelo da volta entre as duas equipes ocorrerá na próxima terça-feira, em São Paulo, no Allianz Parque, a partir das 21h30; quem passar irá encarar o vencedor de Boca Juniors e Santos na grande final da Libertadores 2020, que será realizada no dia 30 de janeiro, no Maracanã.

Pacto para homenagear Maradona

Vale lembrar que os times argentinos ainda nas quartas de final fizeram um pacto para tentarem chegar a decisão da Libertadores e assim poderem homenagear Dom Diego Armando Maradona, morto no final de 2020. Dos times que estavam nesta fase, apenas River Plate e Boca Juniors seguem no torneio.