De time a ser batido em 2020 muito pelo que apresentou em 2019, a duas eliminações precosse nesta temporada - Copa do Brasil e Libertadores. Com esse "tempero" indigesto nesta temporada do Flamengo, o time carioca que fora eliminado da Libertadores da América nesta última terça-feira nos pênaltis para o Racing - da Argentina, revoltou os torcedores rubro-negros, que logo após o final deste jogo se reuniram no portão principal do Maracanã para protestar pelo mau momento do time na temporada.

Cerca de 20 torcedores protestaram a frente do Maracanã pedindo as saídas de Vitinho, Gustavo Henrique e do técnico Rogério Ceni - que mal chegou ao time e já está sendo "fritado". Obviamente que alguns dirigentes também foram alvos desse protesto.

Gritos de "acabou o amor e brasileirão é obrigação".

Neste mesmo, esses torcedores gritavam frases de repúdio como: "Acabou o amor"; "O Brasileirão virou obrigação". Com os ânimos mais exaltados quando o ônibus da delegação flamenguista apontou por um dos portões do estádio aqui já citado, a polícia teve que agir rápido para conter um possível ataque ao veículo.

No entanto, quem saiu por onde estavam esses torcedores, era somente o ônibus em questão, os jogadores aproveitaram o momento para deixar o Maracanã a bordo de seus próprios carros, por portões alternativos. Além do ônibus que virou alvo da ira dos torcedores flamenguistas, o carro da Fox Sports também foi um destes, sendo atingido por socos e pontapés.

Fora da Copa do Brasil e Libertadores - só resta o Brasileirão

Com as eliminações nas Copas do Brasil e Libertadores, agora o Flamengo terá foco total no Brasileirão 2020, onde esse virou objetivo ou até mesmo obsessão por esses torcedores. O atual Campeão Brasileiro ocupa a terceira colocação na classificação, com 39 pontos, três a menos que o Atlético-MG.

Próximo compromisso

Para apagar as eliminações recentes, o time de Rogério Ceni voltará a campo neste sábado, onde encara o Botafogo, às 17h, no estádio Nilton Santos, em partida válida pela 24ª rodada do Brasileirão 2020.