Adversário de Boca Juniors (Internacional), Racing (Flamengo) e River Plate (Athletico) na Libertadores da América - 2020 terão que tomar muito cuidado, pois os três clubes argentinos aqui citados em uma espécie de "pacto" por Maradona prometem esforços além da conta para avançarem na competição, e se possível conquistá-la.

Para os três times argentinos que disputam atualmente as oitavas de final contra os times brasileiros já acima citados, acreditam que essa será a melhor forma para homenagear a memória do maior jogador da história do país.

Mas na verdade o que os dirigentes e torcedores dessas equipes sonham, é com uma reedição da final de 2018, onde Boca Juniors e River Plate decidiram a Libertadores daquele ano, com os "Milionarios" levando a melhor no Santiago Bernabéu - na capital espanhola. Para os três clubes, uma eventual final argentina no Maracanã, no dia 30 de janeiro de 2021, seria especialmente lucrativa pelas menções a Diego Armando Maradona; o que também ajudaria a reforçar os cofres destes clubes, que sofrem cada dias mais com a pandemia do Coronavírus.

Final argentina não incomoda a Conmebol

Sabemos que uma possível final argentina no Maracanã também seria lucrativa para a própria entidade que cuida do futebol sul-americano; entidade essa que incomodou a Confederação Brasileira de Futebol - CBF na última semana, quando fez referência a Maradona como o maior jogador de todos os tempos.

Disputa da Libertadores

De um lado da chave, poderemos ter um cruzamento nas quartas de final entre Boca Juniors e Racing, onde para isso acontecer, os dois times argentinos terão que eliminar dois brasileiros: Inter e Flamengo, respectivamente. Por outro lado, o River Plate não terá adversário de seu país até uma possível final, onde esperaria por um dos dois times aqui mesmo citados.

Maradona jamais disputou uma Libertadores

Curiosamente, Dom Diego Armando Maradona em seu tempo de jogador e até mesmo de treinador, jamais disputou uma partida de Libertadores, assim sendo, seria mais um motivo para os "três argentinos" homenagearem seu maior ídolo, mesmo que esse só tenha vestido a camisa de um deles - o Boca Juniors, adversário do Inter nesta quarta-feira pelas oitavas de final do torneio sul-americano.