Conmebol deverá marcar nova data da final da Libertadores nesta terça-feira

“A competição continua. Não se deixará de programar a final”, disse Alejandro Domínguez, horas antes de se reunir na sede da Conmebol, nesta terça-feira.

Por
Compartilhe

Mesmo com um novo recurso aberto contra o River Plate, a Conmebol espera que a decisão da Libertadores-2018 seja em campo – indicando assim que não irá excluir o time “vermelho” argentino da competição.

Vale aqui ressaltar, que agora são dois recursos que precisarão ser julgados pelo Tribunal de Disciplina da entidade – um aberto por ela própria (Conmebol) e outro impetrado pelo Boca Juniors – o Tribunal de Disciplina da Conmebol é na teoria, um órgão independente, que decide sem a supervisão da direção direta da entidade máxima do futebol sul-americano.

Conmebol - entidade máxima do futebol sul-americano.Conmebol - entidade máxima do futebol sul-americano.

Nos dois processos abertos contra o River Plate tem então os seguintes pedidos:

Boca Juniors:

- Os “Xeneizes” pedem os pontos do jogo de volta e assim, ser declarado campeão da Libertadores;

Conmebol:

- A entidade máxima do futebol no continente sul-americano pede sanções ao River Plate por não garantir segurança no dia marcado para a realização da partida em seu estádio;

- A mesma ainda quer que o “Tribunal de Disciplina” negue o recurso do Boca e garanta a disputa em campo;

- E que o mesmo “tribunal” puna o River Plate com uma multa exemplar, mas não a ponto de inviabilizar a grande final.

Lembrando que essas decisões podem sair nesta terça-feira, uma vez que os membros da entidade estarão reunidos em Luque, na sede da Conmebol.

Ao que tudo indica, é que a Conmebol irá repetir o que fez no recurso impetrado pelo Grêmio, na semifinal da Libertadores diante do mesmo River Plate.

Mesmo que o “Tribunal Disciplinar” não julgue o pedido do Boca, o presidente da entidade futebolística da América do Sul prometeu que não irá esperar pelo caso julgado e irá ver uma nova data para a realização da partida adiada no último sábado, no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, Argentina, como declarado por Alejandro Domínguez, nesta terça-feira.

“A competição continua. Não se deixará de programar a final”, declarou ele horas antes de se reunir com os presidentes dos clubes, na sede da Conmebol, no Paraguai.

 

Comentários