Conmebol confirma River Plate na final da Libertadores e pune Marcelo Gallardo

Com a decisão do Tribunal Disciplinar da Conmebol, o resultado de campo foi mantido, frustrando com as expectativas gremistas, que ainda podem apelar na Câmara de Apelação da Conmebol.

Por
Compartilhe

Depois de muitas especulações, finalmente a CONMEBOL deu seu parecer em relação ao “Caso Gallardo”, envolvendo diretamente a equipe do Grêmio, que pedia a reversão da eliminação na “Taça Libertadores” em virtude da interferência irregular do treinador argentino no jogo da volta entre Grêmio e River, na Arena, na última terça-feira, em Porto Alegre, que terminou com o placar de 2 a 1 para os argentinos.

O Tribunal Disciplinar da Conmebol depois de adiantar o julgamento para a última sexta-feira decidiu neste sábado apenas suspender o treinador Marcelo Gallardo – do River Plate por quatro partidas, aplicando a ele ainda uma multa de US$ 50 mil; confirmando assim a “FINAL da LIBERTADORES” entre Boca Juniors e River Plate.

Sede da Conmebol fica localizada em Luque - no Paraguai.Sede da Conmebol fica localizada em Luque - no Paraguai.

Abaixo confira na íntegra a decisão do Tribunal Disciplinar da CONMEBOL:

1 – Rechaça a reclamatória apresentada pelo Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense em 31 de outubro de 2018;

2 – Confirma o resultado de 1 x 2 em favor do Club Atlético River Plate da partida disputada em 30 de outubro de 2018 entre Grêmio e River Plate;

3 – Proíbe o senhor Marcelo Daniel Gallardo de ingressar o estádio na partida seguinte da Conmebol Libertadores 2018 conforme o artigo 20 – inciso h, do Regulamento Disciplinar da Conmebol. Esta proibição de acesso ao estádio inclui a proibição de se comunicar por qualquer meio com seu corpo técnico, oficias e atleta;

4 – Suspende o senhor Marcelo Daniel Gallardo por três partidas. A punição iniciará sal vigência uma vez cumprida à sanção estabelecida no ponto 3 – desta decisão e deverá ser cumprida conforme o disposto no artigo 76.1 do Regulamento Disciplinar da Conmebol;

5 – IMPÕE ao senhor Marcelo Daniel Gallardo uma multa de US$ 50 mil em virtude do artigo 12.6 do Regulamento Disciplinar. A importância desta multa será debitada automaticamente do montante a receber pelo Clube Atlético River Plate pelos direitos de televisionamento e patrocínio;

6 – Adverte expressamente o senhor Marcelo Daniel Gallardo que, em caso de reiterar-se um incidente de qualquer desacato, falta de respeito aos oficiais ou qualquer infração a disciplina esportiva, de igual ou similar natureza que trouxe causa ao presente procedimento, será considerado como situação agravante.

Em relação a essa decisão, a mesma é cabível de recurso na Câmara de Apelação da entidade sul-americana de futebol no prazo de até uma semana, a partir do seguinte dia da notificação dos fundamentos da decisão conforme o artigo 63.3 do Regulamento Disciplinar da Conmebol. Valendo o mesmo sem efeito suspensivo. O recurso deverá cumprir com as formalidades exigidas nos artigos 59 e seguintes do Regulamento Disciplinar da Conmebol. De acordo com o artigo 63.5 do Regulamento Disciplinar da Conmebol, a cota de apelação é de US$ 1 mil, que deverá ser paga por transferência bancária.

Assina: Eduardo Gross Brown – presidente; Amarilis Belisário – vice-presidente; Cristóbal Valdes – membro.

Comentários