Na grande decisão que acontecerá logo mais a noite na Arena do Grêmio, onde o time da casa encara o River Plate pelo jogo da volta da semifinal da Libertadores, o time argentino não poderá contar com seu treinador a beira do gramado, uma vez que a Conmebol suspendeu Marcelo Gallardo por um jogo - o motivo da suspensão foi por ele ter retardado a entrada de seu time no primeiro duelo entre as duas equipes na Argentina.

Na nota emitida pela entidade máxima do futebol sul-americano, a mesma cita alguns artigos do "Regulamento da Conmebol Libertadores 2018", nos seguintes artigos: 106 e 173, incisos c. Os dois artigos falam a respeito de punições contra atrasos do início do jogo ou recomeço da partida após o intervalo. O inciso "c" ainda cita que o treinador pode ser responsabilizado e punido por suspensão se o time for reincidente - como no caso do time argentino. Além da suspensão ao treinador, o River Plate também recebeu uma multa no valor de US$ 1,5 mil (treinador) + US$ 20 mil (clube).

Abaixo confirma na integra o comunicado emitido pela Conmebol:

"O juiz único do Tribunal de Disciplina.

Resolve:

1º - Impor ao Clube Atlético River Plate multa de USD 20.000. O valor desta multa será automaticamente debitado do montante a ser recebido pelo Clube Atlético River Plate da CONMEBOL da cota de direitos televisivos ou de patrocínio.

2º - Suspender o Sr. Marcelo Daniel Gallardo por um jogo. A presente sanção deve ser respeitada em conformidade com o disposto no artigo 76.1 do Regulamento Disciplinar da CONMEBOL.

3º - Impor ao Sr. Marcelo Daniel Gallardo uma multa de USD 1.500, de acordo com o Artigo 12.6 do Regulamento Disciplinar da CONMEBOL. O valor desta multa será automaticamente debitado do valor a ser recebido pelo Clube Atlético River Plate da cota de direitos televisivos ou de patrocínio.

4º - Advertir expressamente o Clube Atlético River Plate e o Sr. Marcelo Daniel Gallardo que em caso de reiteração de qualquer infração a disciplina esportiva de igual ou similar natureza a que causou o presente procedimento será considerada uma situação agravante.

Contra essa decisão, cabe recurso ante a Câmara de Apelação da CONMEBOL no prazo de sete dias desde a notificação dos fundamentos desde decisão, conforme o Art. 63.3 do Regulamento Disciplinar da CONMEBOL. O recurso deve cumprir as formalidades exigidas nos artigos 59 e seguintes do Regulamento Disciplinar da CONMEBOL. De acordo com o Art. 63.5 do Regulamento Disciplinar da CONMEBOL, a taxa de apelação do USD. 1.000 a serem pagos mediante transferência bancária.