Em pleno "Monumental de Nuñez" com aproximadamente 60 mil torcedores, o time comandado por Renato Portaluppi calou o estádio do River Plate - adversário desta última terça-feira pelas semifinais da Libertadores (jogo de ida).

Com o gol do volante Michel aos 16 minutos da etapa complementar, os 3 mil torcedores gremistas que se dirigiram até a Argentina para acompanhar o seu time do coração na busca de mais um título da maior competição sul-americana, faziam mais barulho que os torcedores do River, fazendo uma verdadeira festa na casa do adversário.

O Grêmio que desde o início da partida deu indícios de estar jogando a favor da torcida local, uma vez que dominava o jogo, conseguiu uma façanha enorme, pois quebrou um tabu de quase um ano no estádio do River Plate, onde o time da casa não perdia desde então; porém, com a "alma castelhana" o Tricolor Gaúcho sob o comando de Walter Kannemann incorporou o modo argentino e encarou seu adversário de igual para igual, limitando o time da casa, que se perdeu na marcação gaúcha. O River Plate não perdia em seus domínios desde 26 de novembro de 2017, quando foi derrotado pelo Newell’s por 3 a 1.

Diferente de suas características, o Grêmio mudou sua forma de jogar e marcou o time argentino, mesmo não deixando de lado o seu tradicional toque de bola. O River Plate então só assustava a defesa gremista com chutes de fora da área, pois dificilmente conseguia penetrar a muralha tricolor defendida por Geromel e Kannemann, em mais uma noite inspirada da dupla.

Momento do gol marcado por Michel, que deu a vantagem ao Grêmio para o jogo da volta.

Após a marcação do gol, o Grêmio se fechou ainda mais, dificultando o time da casa de penetrar seu campo de defesa, assim, conseguiu cozinhar o River Plate até o apito final. Com a vitória fora de casa e com o gol qualificado, o Grêmio no jogo da volta pode jogar por qualquer empate que estará garantido na grande final da Libertadores - ao River Plate, restará apenas vencer e vencer com dois gols ou mais de vantagem se quiser ser ele o grande finalistas da Libertadores-2018. Uma vitória por um a zero para o River levará a decisão para os pênaltis.