Grêmio e River começam a decidir uma vaga a final da Libertadores nesta terça-feira

O técnico Renato Portaluppi tem o time praticamente pronto, apenas uma dúvida a sanar até o início da partida – a entrada ou não de Luan.

Por
Compartilhe

Nesta terça-feira argentinos e brasileiros abrem a disputa por duas vagas a grande final da Libertadores-2018, na primeira partida, que será disputada no dia de hoje, River Plate x Grêmio realizam o primeiro confronto das semifinais da competição, no estádio Monumental de Nuñez, às 21h45. Já Boca Juniors x Palmeiras disputam a sua vaga nesta próxima quarta-feira, às 21h45, em La Bombonera. Os jogos da volta entre argentinos e brasileiros serão no Brasil, na próxima semana.

Voltando a primeira partida das semifinais – entre River Plate x Grêmio, um grande clássico entre dois grandes campeões. O Monumental de Nuñez promete estar lotado, mas nem isso é fator preocupante para a comissão técnica gremista e jogadores, que se dizem vacinados, uma vez que são os atuais detentores do troféu da competição e estão prontos para o confronto, como diz o zagueiro argentino Kannemann.

Kannemann em sua entrevista coletiva nesta última segunda-feira.Kannemann em sua entrevista coletiva nesta última segunda-feira.

“Nós estamos prontos, já jogamos contra equipes que nos pressionam muito, que ficam quase no um contra um o campo todo. Eles com certeza irão nos pressionar, vão ter que jogar contra nossos atacantes quase no mano a mano. Eles se fazem de fortes com a sua torcida, na sua casa. Temos que controlar os primeiros minutos, e a partir daí temos que controla o jogo”, declarou ele.

Perguntado sobre o árbitro de vídeo, o zagueiro gremista pediu igualdade na leitura para os dois lados – lembrando que o mesmo já expulsou mais atletas adversários do Grêmio em mais de uma oportunidade.

“Sim, preocupa. Não é que me preocupa, o VAR é uma ferramenta extra para os árbitros, é algo positivo para o futebol, o problema são os seres humanos que tem que tratar de usar da melhor maneira possível. Trato de não pensar nisso”, completou Kannemann.

O técnico Renato Portaluppi tem o time praticamente pronto, apenas uma dúvida a sanar até o início da partida – a entrada ou não de Luan, que no último treino antes do duelo contra os argentinos saiu mais cedo de campo e segue como dúvida para o jogo de logo mais.

Comentários