Boca segura ímpeto do Cruzeiro e garante classificação nas semifinais da Libertadores

Com a classificação do Boca Juniors, agora as semifinais da Libertadores está completa, onde teremos dois grandes confrontos entre brasileiros e argentinos.

Por
Compartilhe

Estão definidas as semifinais da Taça Libertadores – o último confronto pelas quartas de final que faltava para definir os quatro semifinalistas ocorreu nesta última quinta-feira, no duelo entre Boca Juniors e Cruzeiro, onde mesmo jogando fora de casa, o time argentino se deu melhor no empate em 1 a 1 e levou a classificação dentro do Mineirão, em Minas Gerais.

Em um jogo onde o Cruzeiro precisava e muito de sua torcida – visto que havia sido derrotada na Bombonera pelo placar de 2 a 0 e consequentemente precisaria reverter o resultado, o time brasileiro teve sim a ajuda de seu 12º jogador, porém, mesmo com recorde de publico no Mineirão – que recebeu 48.925 expectadores – o maior público da competição entre os times brasileiros, a força vinda das arquibancadas não foi suficiente para levar o Cruzeiro a próxima fase da competição.

Jogadores reconheceram a força da torcida e agradeceram a eles pela força, mesmo com a eliminação da competição.Jogadores reconheceram a força da torcida e agradeceram a eles pela força, mesmo com a eliminação da competição.

Com um jogo polêmico, onde mais uma vez o zagueiro Dedé acabou sendo expulso, o gol de Sassá na segunda etapa não foi suficiente, ainda mais após o gol de empate de Pavón quase no final da partida, que colocou um balde de água fria na torcida e no time mineiro, que depois do gol de empate do Boca acabou ficando nervoso e esqueceu de jogar futebol.

Com um Boca Juniors catimbando o tempo todo, o Cruzeiro acabou caindo na provocação dos hermanos e com os nervos a flor da pelo, o time comandado por Mano Menezes pouco fez por merecer a classificação, mesmo que tenha jogado bem em boa parte do confronto, porém, não foi efetivo na hora das conclusões a gol.

O final da partida desta vez não ficou marcado por confusões dentro de campo, mas sim com o choro de Thiago Neves, onde Edilson comentou sobre a emoção de seu companheiro de equipe: “O choro do Thiago é o choro de todos nós. Decepção por não conseguir passar para a semifinal. O time jogou bem, nós demos e entregamos o máximo, mas não conseguimos. O torcedor está de parabéns. Temos que elogiar e dar os parabéns a eles. O sentimento é de frustração, mas vida que segue”, declarou ele.

Thiago Neves não aguentou a emoção e saiu de campo chorando com a eliminação do Cruzeiro.Thiago Neves não aguentou a emoção e saiu de campo chorando com a eliminação do Cruzeiro.

Com a classificação do Boca Juniors, agora as semifinais da Libertadores está completa, onde teremos dois grandes confrontos entre brasileiros e argentinos: de um lado Grêmio x River Plate, do outro, Palmeiras x Boca. Lembrando que as datas dos confrontos ainda não estão definidas.

 

Comentários