Vasco se classifica nos pênaltis para a fase de grupos da Libertadores

Nas mãos do goleiro Martín Silva, Vasco tira a classificação para a fase de grupos da Libertadores - 2018.

Por
Compartilhe

É possível um time perder de 4 a 0 e se classificar a uma fase importante em uma competição como a Copa Libertadores? Sim, é só perguntar lá no “Vasco” como se faz!

Começamos com essa “brincadeira” para destacar a importância da classificação do Vasco na última noite de quarta-feira, onde o time carioca não conseguiu se encontrar dentro de campo, em Sucre, na Bolívia, ao ser derrotado por 4 a 0 para o time do Jorge Wilstermann no tempo normal – o mesmo placar da quarta-feira da semana passada, onde o Cruz-Maltino em seus domínio aplicou a mesma goleada. Fator esse que levou a decisão da vaga para as cobranças de pênaltis.

Goleiro uruguaio Martín Silva - herói vascaíno.Goleiro uruguaio Martín Silva - herói vascaíno.

O grande herói da partida foi o uruguaio Martín Silva, que após tomar 4 gols no tempo normal, defendeu três, das quatro cobranças de pênalti do time adversário e garantiu o time brasileiro na fase de grupos da Copa Libertadores. Rios, Pikachu e Wellington marcaram para o Cruz-Maltino, enquanto Lucas Gaúcho, Alex Silva e Meleán viram suas cobranças pararem na parede uruguaia vascaína.

Com uma partida muito ruim, comparada as últimas exibições do Vasco na competição, o time comandado por Zé Ricardo foi surpreendido logo no início da partida – aos 5 minutos, com Zeneto marcando o primeiro gol do Jorge Wilstermann. Um minuto depois, Pedriel ampliou o placar e aos 16 minutos da etapa inicial, foi à vez de Chávez marcar mais um para o time da casa. 3 a 0 Jorge Wilstermann, placar final do primeiro tempo.

Depois de levar uma surra no primeiro tempo, o time brasileiro voltou melhor, conseguindo trocar passes no campo de ataque, diminuindo assim a pressão do time boliviano. Porém a altitude de 2.800 metros de Sucre começou a fazer efeito sobre os jogadores do Vasco, que cansaram. Aproveitando-se desse fator “casa”, o brasileiro Serginho que estava em uma noite inspirada, começou a mais uma vez dominar a partida para os donos da casa, que voltaram a pressionar o time brasileiro, tanto que aos 25 minutos da etapa complementar, o Jorge Wilstermann através de Zenteno mais uma vez chegou ao gol, fechando o placar da partida; placar esse de 4 a 0 que levava a decisão para os pênaltis. Na cobrança de pênaltis brilhou a estrela do goleiro vascaíno, que de quatro cobranças do time adversário, defendeu três, mostrando porque é o ídolo da torcida - Vasco classificado a “fase de grupos” da Libertadores.

No Grupo E, o Vasco terá pela frente o Cruzeiro, o Racing e a Universidade do Chile.

Elenco do Vasco comemorando a classificação.Elenco do Vasco comemorando a classificação.

Comentários