Scarpa consegue liberação na justiça e está livre do Fluminense

Scarpa cobra nos tribunais atrasos referentes a direitos de imagem, FGTS e salários; além de compensação financeira até o fim de seu vínculo com o Fluminense.

Por
Compartilhe

Após ter seu primeiro pedido negado, o meia Gustavo Scarpa entrou com um mandado de segurança nesta última quinta-feira e assim conseguiu nos tribunais a sua liberação do Fluminense. A direção do Flu informou que esperava por essa “reação”, mas acreditava que ela pudesse mais uma vez ser negada – algo que não aconteceu.

O Tricolor das Laranjeiras torcia pelo pedido ser negado, com o pensamento de que com mais uma derrota, Scarpa ou seus representantes legais pudessem retirar a ação e assim o clube carioca poderia tentar um acordo amigável para o meia se transferir para o São Paulo.

Scarpa entra com mandado de segurança para garantir sua liberação do Fluminense.Scarpa entra com mandado de segurança para garantir sua liberação do Fluminense.

O atleta entrou com uma ação contra o Fluminense no final do ano passado, antes do recesso para as festas de final de ano, pedindo sua liberação sob a alegação de atrasos de três meses de direitos de imagem e seis meses de não recolhimento do FGTS – além desses, Scarpa também solicitava o pagamento de outros atrasados e ainda uma compensação referente aos vencimentos até o fim de seu vínculo com o clube, em 25 de setembro de 2020. O valor solicitado em ação pelo jogador ao Fluminense, segundo informações, é de R$ 9.383.533,72.

Vale ressaltar que a ação cabe recursos por parte do Fluminense, com isso, essa novela ainda não acabou e deverá ter mais alguns capítulos pela frente.

Comentários