Com contrato chegando muito próximo de seu final junto ao Paris Saint-Germain, Thiago Silva pode sim deixar o clube francês depois de oito anos neste mês de junho, mesmo ainda tendo esperança de permanecer, onde questões salariais podem ser entreva para o interesse de outros clubes no Brasil e na Europa.

Thiago Silva é um dos jogadores mais bem pagos do futebol francês, onde recebe anualmente algo em torno de 14 milhões de euros - cerca de R$ 80 milhões. Mesmo tendo aceitado uma redução em seu vencimento anual, segundo o jornal "Footmercato", o PSG ainda não confirmou se irá renovar seu vínculo nos próximos dias - o contrato do defensor brasileiro se encerra no final de junho.

Caso não venha permanecer na França, Thiago Silva já tem clubes interessados em contar com seu futebol e dois velhos conhecidos seus: Fluminense e Milan - esse último mais próximo de ser o destino do brasileiro, pelo menos por hora.

Lembramos que neste ano o Milan já convenceu um velho conhecido seu a retornar ao clube - aqui nos referimos a Zlatan Ibrahimovic e quem sabe o clube milanês não consiga nas próximas semanas convencer o zagueiro brasileiro a fazer o mesmo caminho; algo que agradaria e muito o jogador, que não pensa neste momento em retornar ao Brasil e a Itália pode ser o caminho para o seu projeto futuro de participar de mais uma Copa do Mundo - a do Catar em 2022.

Thiago Silva já vestiu a camisa do Milan entre os anos de 2009 a 2012, onde seu empresário nos últimos dias não descartou uma possível volta ao futebol italiano, como você pode conferir abaixo:

"No futebol tudo é possível, mas temos que esperar, por causa da pandemia, para ver o que irá rolar. Ele tem uma admiração muito grande pelo Milan, foram anos que marcaram sua carreira. Ele sabe do grande carinho do torcedor".

Thiago Silva ainda tem algumas semanas para resolver seu futuro no "Velho Continente", caso esse não seja possível, com certeza as portas do Fluminense estarão abertas para ele.