Fisco espanhol recomenda prisão de Cristiano Ronaldo

O jornal espanhol revelou nesta terça-feira que o craque português, Cristiano Ronaldo poderá voltar a se incomodar com a Receita Fiscal da Espanha.

Por
Compartilhe

De acordo com a publicação do jornal espanhol "El Mundo", a diretora responsável pela investigação recomendou a prisão de Cristiano Ronaldo por suposto crime de evasão fiscal.

O ofício assinado por Caridad Gómez Mourelo – Chefe do Departamento de Delito Fiscal da Fazenda Espanhola pediu ao juiz de primeira instância que cuida do caso, que analise a prisão do português. Para a diretora, Cristiano Ronaldo não declarou cerca de 14,7 milhões de euros em impostos.

Cristiano Ronaldo - problemas com o fisco.Cristiano Ronaldo - problemas com o fisco.

Em seu ofício, enviado no dia 07 de dezembro ao juizado, Caridad destaca o seguinte: “Sinceramente, temos pessoas em prisões por haver deixado de pagar 125 mil euros”.

Ainda no ofício, a chefe do Departamento de Delito Fiscal da Fazenda Espanhola conta que CR7 contou com laranjas e que o mesmo se usou de esquemas em paraísos fiscais – contas nas Ilhas Virgens Britânicas, para assim escapar da tributação de seus ganhos por direitos de imagem.

O trabalho de investigação aponta que foi montado um esquema para receber direitos de imagem já na época em que o jogador ainda defendia o Manchester United, da Inglaterra, e o mesmo foi mantido quando o atacante passou a defender o clube espanhol.

No ano de 2014, Cristiano Ronaldo realizou uma regularização espontânea de sua operação financeira, como meio de argumentação por parte de seus defensores, alegando que o jogador jamais teve a intenção de evadir impostos. Mas a investigação aponta o contrário, alegando que o esquema jamais foi desmantelado por completo.

Em uma sessão de depoimento a justiça espanhola em julho deste ano, Cristiano Ronaldo chegou a demonstrar irritação com as constantes perguntas sobre sua rotina financeira, aonde o craque do Real Madrid chegou a defender seu agente, o compatriota Jorge Mendes. Diante do juiz, Cristiano Ronaldo chegou a desabafar, denominando aquela situação de “ridícula”.

“Se eu pago o que devo, tenho que ficar tranquilo. Se eu tenho assessores, se você estivesse em minha posição, o que faria? Eu pago pessoas a preço de ouro pra fazer isso? O que vocês fariam? Continuo pensando que não sei o que faço aqui”, declarou o craque da camisa 7 do Real Madrid, na ocasião.

Comentários